Como estudar Informática para o concurso PC SP? | Nova Concursos

Como estudar Informática para o concurso PC SP?

icone calendario 27 Maio 2021

Se você está pensando em realizar a seleção do concurso PC SP , já pode iniciar seus estudos para garantir sua vaga! Reunimos neste artigo as principais dicas de como estudar Informática, disciplina que será cobrada no concurso.

Concurso PC SP: editais em breve

Quem estiver interessado em uma das 2.939 vagas do concurso da Polícia Civil de São Paulo deverão iniciar os estudos. Isso porque os editais já estão prontos e deverão ser publicados em breve.

Segundo o diretor da Academia de Polícia do Estado de São Paulo , Júlio Gustavo Vieira Guebert, as provas também deverão ocorrer em 2021.

Ele afirmou que os editais já estão prontos e que a publicação dos mesmos só está dependendo de um aval do governador do estado, João Dória.

O atraso, entretanto, é devido ao Decreto 65.453, em vigor no estado, que proíbe a abertura de concursos até dezembro deste ano. Mas, existem algumas exceções e órgãos prioritários podem conseguir a liberação para divulgar os documentos.

“Nós estamos com tudo pronto. Acreditamos que os editais saiam em 2021. Assim que o governador liberar a autorização, poderemos publicar um edital por carreira. Os interessados já podem ir se preparando porque teremos notícias em breve”, explicou o diretor.

Como estudar Informática para o concurso PC SP?

A informática é uma das disciplinas que aparecem muito nas provas em concursos das polícias pelo país e costuma derrubar muitos concurseiros. Então, é uma matéria que não cabe brincadeira, mas muita atenção, conhecimentos e estudo!

Nas provas da Polícia Civil, a Informática é cobrada dependendo do cargo, entre 10 e 30 questões. Entre os assuntos que são mais cobrados na prova, estão:

  • Sistema Operacional (4 de 20 questões = 20%)
    • conceito de pastas, diretórios, arquivos e atalhos
    • área de trabalho
    • área de transferência
    • manipulação de arquivos e pastas
    • programas e aplicativos
    • digitalização de arquivos
    • interação com o conjunto de aplicativos para escritório
  • Editor de texto (3 de 20 questões = 15%)
    • estrutura básica de documentos
    • edição e formatação de textos, cabeçalhos, parágrafos, fontes e colunas
    • marcadores simbólicos
    • tabelas
    • impressão
    • controle de quebras e numeração de páginas
    • legendas
    • índices
    • inserção de objetos
    • campos predefinidos
    • caixas de texto
  • Editor de Planilha Eletrônica (3 de 20 questões = 15%)
    • estrutura básica de planilhas
    • conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos
    • elaboração de tabelas e gráficos
    • uso de fórmulas, funções e macros
    • impressão
    • inserção de objetos
    • campos predefinidos
    • controle de quebras e numeração de páginas
    • obtenção de dados externos
    • classificação de dados
  • Correio eletrônico
    • uso de correios
    • preparo e envio de mensagens
    • anexação de arquivos
  • Mensageria eletrônica
    • conceito
    • utilização
  • Voz sobre IP
    • conceito
    • utilização
  • Ambiente em rede (2 de 20 questões = 10%)
    • conceitos
    • navegadores
    • navegação internet e intranet
    • conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de páginas
    • redes sociais
    • sistemas de busca e pesquisa, proteção e segurança
    • configurações
    • armazenamento de dados da nuvem (cloud storage)
  • Hardware (4 de 20 questões = 20%)
    • microcomputadores e periféricos (mouses e portas HDMI)
      • configuração básica e componentes
    • impressoras (jato de tinta)
      • classificação e noções gerais
    • dispositivos de armazenamento interno (pendrive)
      • conceito
      • classificação
      • noções gerais

Dicas para dominar o assunto

Aprovado em cinco concursos para carreiras policiais e com mais de 12 anos de experiência em análises das provas da Polícia Civil de São Paulo, o professor Thomas Ross listou dicas de estudo sobre a Informática.

“Essas dicas você vai poder utilizar nas próximas provas do concurso da Polícia Civil, que provavelmente virá do mesmo jeito, então você vai saber caminhar”, afirmou o professor.

A primeira dica é que o computador deve ser enxergado como algo lúdico, instigante e atrativo, diferente do caderno e quadro que os alunos estão acostumados.

Usar o computador é sinônimo de status social, faz com que o usuário sinta-se parte do mundo moderno e dá a sensação de ser inteligente. Por isso, use o ego ao seu favor.

Os alunos sentem como se fossem mais inteligentes que seus pais e professores, pois utilizam e sabem como usar mais a tecnologia. É assim que você deve pensar, que vai conseguir resolver tudo o que será preciso.

O computador dá possibilidade de resposta imediata, pois para cada ação sempre há uma resposta, seja ela errada ou certa. Essas sacadas são percebidas pelos examinadores, então eles resolvem muito pedir assuntos complexos nas provas.

O erro pode reproduzir resultados interessantes. No computador, o erro pode não ser fracasso e sim exigir reflexão/busca de outro caminho, e é menos frustrante. Erra-se muito antes do acerto!

Os candidatos devem lembrar que o computador não é autônomo, não faz nada sozinho. Ele favorece a flexibilidade do pensamento e estimula o desenvolvimento do raciocínio lógico.

Além disso, o computador possibilita o desenvolvimento do foco de atenção, mantendo mais concentração do usuário.

Ele também reforça o autoconceito, quando o aluno “vence o computador”, em softwares de desafios e jogos educacionais. Isso domina a mente e a vitória é um sentimento muito forte.

Dificuldades de aprendizagem

O professor explicou que transtornos de aprendizado podem reter aos candidatos um aprendizado mais amplo e isso será contornado com muito estudo e muita prática no assunto.

Segundo o professor, transtornos permanentes costumam afetar a maneira pela qual os indivíduos com inteligência normal ou acima da média selecionam, retém e expressam informações.

“Nós somos de uma geração ao qual íamos a escola e não tínhamos acesso à computadores e isso ficou muito internalizado em nós. Quando vamos estudar, queremos pegar caderno, lápis, borracha. Fui ter contato com computador na escola aos 16 anos. Pra nós, estudar informática, acaba se tornando uma pedra no sapato”, enfatizou.

Além disso, ele afirmou também que as informações que entram ou saem podem ficar desordenadas conforme viajam entre os sentidos e os cérebros.

Com isso, o fato de não ter tido acesso ao computador, as frustrações podem acontecer, mas é preciso saber enfrentar a situação.

“Sugiro que você comece a usar mais o computador, a se colocar nessa disciplina para saber o que está sendo essa barreira que você está enfrentando com a informática”, afirmou.

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Civil SP: 2.939 vagas autorizadas!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais