Pesquisar no blog

Quanto ganha um Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS?

icone calendario 05 jan 2024

O edital do Concurso Nacional Unificado (CNU) sai dia 10 de janeiro. Veja detalhes sobre a carreira de Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS), que estará na seleção unificada.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Qual o salário de um Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS)?

Atenção para aqueles que vão competir por uma vaga de Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS) no Concurso Nacional Unificado, que está prestes a sair! 

Com a reestruturação na carreira, os servidores passarão a ter remuneração por subsídio e os valores serão reajustados em três parcelas, dentro de três anos (2024, 2025 e 2026), sendo:

  • Janeiro de 2024:
    • Inicial (Classe A/Padrão I): R$ 9.181,42
    • Final (Classe Especial/Padrão III): R$ 18.363,26
  • Janeiro de 2025:
    • Inicial (Classe A/Padrão I): R$ 9.446,21
    • Final (Classe Especial/Padrão III): R$ 19.719,92
  • Janeiro de 2026:
    • Inicial (Classe A/Padrão I): R$ 9.711,00
    • Final (Classe Especial/Padrão III): R$ 21.070,00

Por enquanto, ainda sem reestruturação e de acordo com a tabela de transparência, os salários do órgão são entre R$ 4,7 mil e R$ 16,5 mil. Veja:

Além disso, é importante frisar que os servidores contratados recebem o auxílio alimentação no valor de R$ 658,00, além de outros benefícios.

Carreira de ATPS será reestruturada?

Assim, o Colegiado da ANDEPS (Associação Nacional da Carreira de Desenvolvimento Políticos Sociais) e o Ministério de Gestão e Inovação em Serviços Publicou assinaram o MP que reestrutura a carreira de ATPS.

Entre os principais tópicos do acordo firmado, estão o reajuste salarial da carreira e a definição de carreira transversal, supervisionada pelo Ministério da Gestão e da Inovação.

Saiba mais: carreira de ATPS será reestruturada!

Baixe o termo de acordo ! 👈🏼

Mas o que é carreira transversal?

Portanto, importante destacar que a carreira transversal permite que o servidor seja lotado em diferentes ministérios do Poder Executivo, conforme a necessidade. 

Lembrando ainda que a carreira de Desenvolvimento de Políticas Sociais foi criada pela Lei nº 12.094, de 19 de novembro de 2009. Veja detalhes da lei !

Como é o trabalho de um Analista de Polícias Sociais?

  • Executar atividades de assistência técnica em projetos e programas nas áreas de saúde, previdência, emprego e renda, segurança pública, desenvolvimento urbano, segurança alimentar, assistência social, educação, cultura, cidadania, direitos humanos e proteção à infância, à juventude, ao portador de necessidades especiais, ao idoso e ao indígena.
  • Verificar, acompanhar e supervisionar os processos inerentes ao Sistema Único de Saúde, ao Sistema Único de Assistência Social e aos demais programas sociais do governo federal objeto de execução descentralizada;
  • Identificar situações em desacordo com os padrões estabelecidos em normas e legislação específica de atenção à saúde, previdência, emprego e renda, segurança pública, desenvolvimento urbano, segurança alimentar, assistência social, educação, cultura, cidadania, direitos humanos e proteção à infância, à juventude;
  • Aferir os resultados da assistência à saúde, previdência, emprego e renda, segurança pública, desenvolvimento urbano, segurança alimentar, assistência social, educação, cultura, cidadania, direitos humanos e proteção à infância, à juventude, ao portador de necessidades especiais, ao idoso e ao indígena, considerando os planos e objetivos definidos no Sistema Único de Saúde, no Sistema Único de Assistência Social e demais políticas sociais;
  • Proceder à análise e avaliação dos dados obtidos, gerando informações que contribuam para o planejamento e o aperfeiçoamento das ações e políticas sociais;
  • Apoiar e subsidiar as atividades de controle e de auditoria;
  • Colaborar na definição de estratégias de execução das atividades de controle e avaliação, sob o aspecto da melhoria contínua e aperfeiçoamento das políticas sociais.

Quais as vagas ofertadas no CNU para ATPS?

Ao todo, o edital para Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS) contemplará 500 vagas distribuídas em quatro pastas:

  • 70 vagas para o Ministério da Educação;
  • 30 vagas para o Ministério da Justiça e Segurança Pública;
  • 40 vagas para o Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania; e
  • 360 vagas para o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos.

O que já se sabe sobre o Concurso Nacional Unificado (CNU)?

Publicada a dispensa de confirmação da Fundação Cesgranrio como banca organizadora do Concurso Nacional Unificado, o edital vai sair no dia 10 de janeiro de 2024.

Aliás, o “Enem dos concursos” teve adesão de 21 órgãos federais, totalizando 6.640 vagas. Portanto, veja a distribuição por órgãos:

  • Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI): 1.480 vagas (incluindo as vagas transversais)
  • Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC): 110 vagas
  • Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ): 30 vagas
  • Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL): 40 vagas
  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa): 520 vagas
  • Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra): 742 vagas
  • Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI): 296 vagas
  • Ministério dos Direitos Humanos: 40 vagas
  • Ministério da Educação: 70 vagas
  • Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai): 502 vagas
  • Ministério da Saúde (MS): 220 vagas
  • Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC): 40 vagas
  • Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP): 130 vagas
  • Ministério do Trabalho e Emprego (MTE): 900 vagas
  • Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS): 35 vagas
  • Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): 895 vagas
  • Advocacia-Geral da União (AGU): 400 vagas
  • Ministério dos Povos Indígenas (MPI): 30 vagas
  • Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO): 60 vagas
  • Ministério da Cultura (MinC): 50 vagas
  • Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep): 50 vagas

A lista detalhada de adesões por carreiras/cargos de cada órgão está disponível neste link.

Concurso Nacional Unificado terá provas em maio

Lembrado que a banca foi contratada em novembro, sendo a Fundação Cesgranrio a responsável pelo certame. Com isso, o próximo passo é justamente a publicação do edital.

Mas, a boa notícia é que as inscrições devem abrir ainda no primeiro mês do ano. Já as provas estão previstas para maio.

Além disso, a avaliação será realizada em 180 municípios e aplicadas em todas as regiões do Brasil  . E uma novidade: em dois turnos, em um domingo, respeitando o horário de Brasília/DF.

Portanto, as provas objetivas de aplicação geral deverão perpassar três dimensões:

  • valorização do ethos público (se refere à vocação para servir e trabalhar como servidor público);
  • da realidade brasileira e das relações entre Estado; e
  • relação das políticas públicas e o desenvolvimento nacional.

Então, serão confeccionadas sete avaliações de nível superior, uma para cada bloco, e uma para o nível intermediário (médio), que representa um único bloco.

Entenda como serão as provas do concurso nacional unificado  !

Dúvidas ou outras informações sobre o CNU?

Para se atualizar sobre o novo Concurso Nacional, os interessados também podem seguir as redes sociais do Ministério da Gestão no Instagram, X e TikTok com o usuário @gestaogovbr.

Mas, o Ministério da Gestão também possui um canal oficial de atendimento para dúvidas e denúncias sobre o concurso: [email protected]  

Aliás, o que é esse concurso nacional unificado?

Confira o cronograma do Concurso Unificado:

  • 10 de janeiro de 2024 – publicação do edital;
  • 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024 – inscrições;
  • 29 de fevereiro de 2024 – divulgação dos dados finais de inscrições;
  • 29 de abril de 2024 – divulgação dos cartões de confirmação;
  • 5 de maio de 2024 – aplicação das provas;
  • 3 de junho de 2024 – divulgação dos resultados; das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e de redação;
  • 30 de julho de 2024 – divulgação final dos resultados;
  • 5 de agosto de 2024 – início da convocação para posse e cursos de formação.
Saiba mais sobre o Concurso Nacional Unificado: Editais publicados. Mais de 6 mil vagas!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais