Pesquisar no blog

Quanto ganha um Analista Tributário da Receita Federal?

icone calendario 14 jun 2022

Atenção concurseiros! Autorizado para preencher 699 vagas de Auditor e Analista, o concurso Receita Federal  está cada vez mais perto. Por isso, é importante saber detalhes. Veja os salários ofertados para Analista!

Estude para o concurso dos seus sonhos com a Assinatura Completa da Nova . Tenha acesso a Cursos, Plataforma de Questões, Eventos Exclusivos para Assinantes e Muito Mais!

Concurso Receita Federal: detalhes do cargo de Analista Tributário

Sendo assim, o novo concurso da Receita Federal contará com a oferta de 699 vagas de nível superior, conforme a seguinte distribuição:

  • Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil – 230 vagas;
  • Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil – 469 vagas.

Além disso, é importante mencionar que os atuais salários recebidos pelos contratados pelo órgão possuem os atrativos valores de R$ 12.142,39 para Analista e R$ 21.487,09 para Auditor.

Sabemos que na realidade, esses valores podem sofrer alteração devido aos descontos obrigatórios. Assim, é possível encontrar Analista ganhado mais de R$ 12 mil mesmo com os descontos.

Requisitos

O último concurso para a carreira de Analista Tributário foi realizado em 2012, quando era preciso preencher os seguintes requisitos:

  • a) ter sido aprovado e classificado no concurso, na forma estabelecida no edital;
  • b) ter nacionalidade brasileira; no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses;
  • c) gozar dos direitos políticos;
  • d) estar quite com as obrigações eleitorais;
  • e) estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • f) ter idade mínima de 18 anos;
  • g) ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovadas por junta médica oficial;
  • h) possuir diploma de curso superior concluído em qualquer área, em nível de graduação, devidamente registrado no Ministério da Educação (MEC);
  • i) apresentar declaração de bens com dados até a data da posse;
  • j) apresentar todas as declarações solicitadas;
  • k) apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse.

Atribuições

Já em relação as atribuições de um Analista da Receita Federal, elas podem se encontradas na Lei 10.593 , de 2002, e o Decreto 6.641 , de 2008. Veja:

  • Exercer atividades de natureza técnica, acessórias ou preparatórias ao exercício das atribuições privativas dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil;
  • Atuar no exame de matérias e processos administrativos, ressalvado o disposto na alínea “b” do inciso I do art. 2o do Decreto 6.641;
  • Exercer, em caráter geral e concorrente, as demais atividades inerentes às competências da Secretaria da Receita Federal do Brasil;
  • Executar atividades pertinentes às áreas de programação e de execução orçamentária e financeira, contabilidade, licitação e contratos, material, patrimônio, recursos humanos e serviços gerais**;
  • atividades na área de informática, inclusive as relativas à prospecção, avaliação, internalização e disseminação de novas tecnologias e metodologias**;
  • procedimentos que garantam a integridade, a segurança e o acesso aos dados e às informações da Secretaria da Receita Federal do Brasil**;
  • Atuar nas auditorias internas das atividades dos sistemas operacionais da Secretaria da Receita Federal do Brasil; e
  • Integrar comissão de processo administrativo disciplinar**.

** Atividade, que conforme diz o art. 5o do decreto 6.641, é realizada em caráter geral e concorrente com o cargo de Auditor.

Onde o aprovado vai atuar?

É igualmente importante frisar que os contratados pelo órgão podem ser lotados em uma das 599 unidades do órgão espalhadas pelo país, entre elas Delegacias, Alfândegas, Inspetorias, Agências e Superintendências.

Além disso, o Analista aprovado pode, em um primeiro momento, atuar em uma região de fronteira, por exemplo.

Ademais, vale destacar que o órgão leva em conta alguns critérios para definir o servidor que terá preferência por uma nova lotação. Sendo assim, confira:

  • tempo que o servidor trabalha na Receita Federal;
  • tempo que o servidor está na cidade que quer ir embora;
  • peso do local onde o servidor está lotado.

Concurso Receita Federal: banca sendo escolhida

Além disso, o concurso deverá acontecer sem o apoio da extinta Esaf. Por isso, Juliano garante que uma banca externa será contratada.

“(Objetivo é) escolher uma que tenha a capacidade de realizar um concurso nacional de grande procura”, revelou.

Fora isso, ele afirmou que os preparativos foram iniciados e que os órgãos responsáveis fizeram estudos de preços para escolher a banca!

Nomeações em 2022 ou 2023?

Com certeza, nomeações no concurso  da Receita Federal serão apenas em 2023. Entretanto, as provas serão em 2022 ainda.

Isso porque as nomeações esbarram na lei do período eleitoral, que já terá início no dia 2 de julho.

Sendo assim, Juliano afirma que elas devem ficar para os meados de 2023, mas sem prever uma data ou mês exato.

assinatura completa
Saiba mais sobre o Concurso Receita Federal: Edital autorizado com 699 vagas para nível superior!
Acompanhe nossas

redes sociais