Logo desconto Relógio
     horas                  minutos               segundos

Concurso CRA BA – Conselho Regional de Administração da Bahia

Saiu o edital do novo concurso CRA BA (Conselho Regional de Administração da Bahia)! São 39 vagas para cargos com requisito de nível superior de escolaridade e salários de R$ 4,4 mil. Os cargos ofertados são de Administrador, Administrador Fiscal e Tecnólogo em RH. Como fazer a inscrição no concurso CRA BA? As inscrições estarão disp...

Status do concurso: Encerrado

Materiais disponíveis

Saiu o edital do novo concurso CRA BA (Conselho Regional de Administração da Bahia)! São 39 vagas para cargos com requisito de nível superior de escolaridade e salários de R$ 4,4 mil.

Os cargos ofertados são de Administrador, Administrador Fiscal e Tecnólogo em RH.

Como fazer a inscrição no concurso CRA BA?

As inscrições estarão disponíveis a partir das 10 horas do dia 24 de fevereiro até às 23h59min do dia 7 de abril de 2020. Os interessados deverão se inscrever por meio do site da banca organizadora, o Instituto Quadrix. O valor da taxa de inscrição é de R$ 42,00.

O prazo de vencimento do boleto é o dia 8 de abril de 2020.

Quem pode fazer o concurso CRA BA?

As oportunidades são as seguintes:

  • Administrador (22);
  • Administrador Fiscal (11);
  • Tecnólogo em RH (6).

Os salários variam de R$ 3.044,90 a R$ 4.476,01, em jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Além do salário, os aprovados farão jus a:

  • Vale Refeição/Vale Alimentação: R$ 38,00 por dia útil trabalhado;
  • Assistência à Saúde;
  • Plano de Cargos e Salários;
  • Vale Transporte.

Atribuições dos cargos ofertados

  • Administrador: Realizar atividades de nível superior que envolva matérias de natureza administrativa, conforme Lei 4.769/65, nos diversos setores do CRA-BA, como: registro, atendimento, financeiro, cobrança e dívida ativa, administrativo, licitação e contratos, recursos humanos, apoio à fiscalização, administração de eventos, patrimônio, entre outros, conforme as necessidades da Autarquia; executar atividades de instrução e análise de processos administrativos, com emissão de pareceres; elaborar e executar planos e projetos voltados para sua área de atuação; examinar e elaborar fluxogramas, planilhas, relatórios e gráficos de informações; planejar e realizar atividades de treinamento de pessoal e de desenvolvimento organizacional; atuar na execução de atividades de pesquisa, estudo, análise, interpretação, planejamento, implantação, coordenação e controle dos trabalhos nos campos da Administração; participar, em conjunto com a Diretoria no CRA-BA, do planejamento global da Entidade; analisar os resultados de implantação de novos métodos de administração, efetuando comparações entre as metas programadas e os resultados atingidos, para corrigir distorções, avaliar desempenho e apresentar soluções; coordenar e orientar equipes; representar o CRA-BA em atividades externas, quando designado, ministrando palestras institucionais e sobre a profissão; e outras atividades dispostas em normas administrativas internas do CRA-BA.
  • Administrador Fiscal: Orientar as pessoas físicas e jurídicas, registradas ou não, sobre o exercício das atividades de Administração, previstas na Lei nº 4.769, de 9 de setembro de 1965; fiscalizar, na área de jurisdição do Conselho Regional, os profissionais registrados, os não registrados e os leigos; fiscalizar os Órgãos Públicos da Administração Direta, as entidades da Administração Pública Indireta, as pessoas jurídicas de direito privado registradas e não registradas; proceder à lavratura do auto de infração, quando constatar infringência à legislação profissional do Administrador, e emitir relatório quando de outras ilicitudes para encaminhamento às autoridades competentes; apresentar relatório mensal das atividades desenvolvidas, bem como ao término de qualquer etapa de fiscalização, quando solicitado; promover ações de orientação e fiscalização em editais, licitações, concursos públicos e anúncio de empregos nas áreas da Administração; executar atividades de instrução e análise de processos administrativos, com emissão de parecer; elaborar e executar planos e projetos voltados para sua área de atuação; examinar e elaborar planilhas, relatórios e gráficos de informações; representar o CRA-BA em atividades externas, quando designado, ministrando palestras institucionais e sobre a profissão; coordenar e orientar equipes; e outras atividades dispostas em normas administrativas internas do CRA-BA.
  • Tecnólogo em RH: Planejar e coordenar processos e projetos na área de gestão de pessoas; planejar e gerenciar sistemas ligados a: recrutamento e seleção, cargos e salários, treinamento e desenvolvimento organizacional, rotinas de pessoal e benefícios; atuar na construção e garantia de aplicação do plano de cargos e salários do CRA-BA; promover ações de desenvolvimento do comportamento individual (motivação), de grupo (negociação, liderança, poder e conflitos) e organizacionais (cultura, estrutura e tecnologias); atuar na melhoria do clima organizacional e nas ações de comunicação interna; planejar e executar programas de qualidade de vida no trabalho; avaliar e emitir pareceres técnicos e instruções processuais de acordo com a legislação trabalhista, previdenciária e as normas e regulamentos internos; planejar e controlar as rotinas de admissão, rescisão, benefícios, folha de pagamento, controle de ponto; atuar no planejamento e execução do programa de Avaliação de Desempenho; promover ações de integração para novos empregados; planejar e controlar os Programas de PCMSO E PPRA; executar atividades de instrução e análise de processos administrativos, com emissão de parecer; elaborar, aplicar e acompanhar Programa de Treinamento do CRA-BA; organizar e arquivar, com o devido sigilo, a documentação gerada pelo setor de gestão de pessoas; atuar no processo seletivo de novos estagiários e coordenar o programa de Estágio do CRA-BA; colaborar nas negociações e formulação da proposta do Acordo Coletivo do trabalho; examinar e elaborar fluxogramas, planilhas, relatórios e gráficos de informações; e outras atividades dispostas em normas administrativas internas do CRA-BA.

Quais são os requisitos para investidura no cargo do concurso CRA BA?

  • Conhecer e cumprir as determinações deste edital e ter sido aprovado e classificado no Concurso Público, dentro do número de vagas;
  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do parágrafo 1º, artigo 12, da Constituição da República Federativa do Brasil;
  • Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, na data da contratação;
  • Apresentar, quando da convocação, os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o exercício do cargo, constante do Anexo I deste edital, bem como outros documentos que se fizerem necessários à época da contratação;
  • Estar em dia com as obrigações eleitorais e em pleno gozo dos direitos políticos;
  • Apresentar certificado de reservista ou de dispensa de incorporação, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Apresentar declaração de que não acumula cargo ou função pública, ou proventos de inatividade, ressalvadas as possibilidades de acumulação lícita previstas no inciso XVI do artigo 37 da Constituição Federal;
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições correspondentes ao cargo;
  • Não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade das esferas federal, estadual, municipal ou do Distrito Federal.

Provas do concurso CRA BA

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, previstas para o dia 26 de abril de 2020, na cidade de Salvador (BA).

A estrutura das provas será a seguinte: Conhecimentos Básicos (30 questões), Conhecimentos Complementares (40 questões), Conhecimentos Específicos (50 questões).

É necessário atingir os seguintes critérios para ser considerado aprovado:

  • Conhecimentos Básicos: 10,00 pontos;
  • Conhecimentos Complementares: 16,00 pontos;
  • Conhecimentos Específicos: 17,00 pontos.

Haverá ainda uma prova de títulos para os cargos em disputa no certame.

Confira o conteúdo programático:

  • Língua Portuguesa: 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República). 7.1 Aspectos gerais da redação oficial. 7.2 Finalidade dos expedientes oficiais. 7.3 Adequação da linguagem ao tipo de documento. 7.4 Adequação do formato do texto ao gênero.
  • Noções de Informática: 1 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática: tipos de computadores, conceitos de hardware e de software, instalação de periféricos. 2 Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente Microsoft Office, versões 2010, 2013 e 365). 3 Noções de sistema operacional (ambiente Windows, versões 7, 8 e 10). 4 Redes de computadores: conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet. 5 Programas de navegação: Mozilla Firefox e Google Chrome. 6 Programa de correio eletrônico. 7 Sítios de busca e pesquisa na Internet. 8 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas. 9 Segurança da informação: procedimentos de segurança. 10 Noções de vírus, worms e pragas virtuais. 11 Aplicativos para segurança (antivírus, firewall, antispyware etc.). 12 Procedimentos de backup.
  • Raciocínio Lógico e Matemático: 1 Operações, propriedades e aplicações (soma, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação). 2 Princípios de contagem e probabilidade. 3 Arranjos e permutações. 4 Combinações. 5 Conjuntos numéricos (números naturais, inteiros, racionais e reais) e operações com conjuntos. 6 Razões e proporções (grandezas diretamente proporcionais, grandezas inversamente proporcionais, porcentagem, regras de três simples e compostas). 7 Equações e inequações. 8 Sistemas de medidas. 9 Volumes. 10 Compreensão de estruturas lógicas. 11 Lógica de argumentação (analogias, inferências, deduções e conclusões). 12 Diagramas lógicos.
  • Legislação e Ética na Administração Pública: 1 Ética e função pública. 2 Ética no setor público. 3 Lei nº 8.429/1992 e suas alterações. 4 Lei nº 9.784/1999 e suas alterações (Processo administrativo). 5 Acesso à Informação: Lei nº 12.527/2011; Decreto nº 7.724/2012.
  • Noções de Direito Administrativo: 1 Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. 2 Organização administrativa do Estado. 3 Administração direta e indireta. 4 Agentes públicos: espécies e classificação, poderes, deveres e prerrogativas, cargo, emprego e função públicos. 5 Poderes administrativos. 6 Atos administrativos: conceitos, requisitos, atributos, classificação, espécies e invalidação. 7 Controle e responsabilização da administração: controle administrativo, controle judicial, controle legislativo, responsabilidade civil do Estado.
Acompanhe nossas

redes sociais