Concurso CRO PE: Mais de 100 vagas ofertadas! Confira!

Concurso CRO PE: SAIU EDITAL com oferta de 106 vagas!

Saiu o edital do novo concurso CRO PE (Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco)! São 106 oportunidades ofertadas para os níveis médio e superior de escolaridade. Os salários chegam a R$ 3,6 mil. As vagas ofertadas serão para os cargos de Auxiliar Administrativo e Fiscal. Como fazer a inscrição no concurso CRO PE? As inscrições...

Status do concurso: Encerrado

Saiu o edital do novo concurso CRO PE (Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco)! São 106 oportunidades ofertadas para os níveis médio e superior de escolaridade. Os salários chegam a R$ 3,6 mil.

As vagas ofertadas serão para os cargos de Auxiliar Administrativo e Fiscal.

Como fazer a inscrição no concurso CRO PE?

As inscrições estarão disponíveis a partir do dia 26 de outubro a 29 de novembro de 2020. Os interessados deverão se inscrever por meio do site da banca organizadora, o IDIB – Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro.

A taxa de inscrição tem os seguintes valores:

  • Nível Médio/Técnico: R$ 48,00;
  • Nível Superior: R$ 50,00.

O prazo de vencimento do boleto é o dia 30 de novembro de 2020.

Quem pode fazer o concurso CRO PE?

As oportunidades são as seguintes:

Nível Médio

  • Auxiliar Administrativo.

Nível Superior

  • Fiscal.

Confira os locais de lotação:

Auxiliar Administrativo: Caruaru, Petrolina, Recife, Serra Talhada.

Fiscal:

Região 1: Abreu e Lima, Araçoiaba, Fernando de Noronha, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Itapissuma, Olinda, Paulista e Recife, Camaragibe, Chã de Alegria, Chã Grande, Glória do Goitá, Pombos, São Lourenço da Mata e Vitória de Santo Antão, Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Moreno.

Região 2: Bom Jardim, Casinhas, Cumaru, Feira Nova, João Alfredo, Limoeiro, Machados, Orobó, Passira, Salgadinho, Surubim e Vertente do Lério, Buenos Aires, Carpina, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Nazaré da Mata, Paudalho, Tracunhaém e Vicência.

Região 3: Água Preta, Amaraji, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

Região 4: Agrestina, Altinho, Caruaru, Cupira, Ibirajuba, Jurema, Panelas, Riacho das Almas e São Caitano, Barra de Guabiraba, Bezerros, Bonito, Camocim de São Félix, Gravatá, Sairé e São Joaquim do Monte, Alagoinha, Belo Jardim, Cachoeirinha, Pesqueira, Poção, Sanharó, São Bento do Una e Tacaimbó, Brejo da Madre de Deus, Frei Miguelinho, Jataúba, Santa Maria do Cambucá, Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Toritama e Vertentes.

Região 5: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Calçado, Caetés, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Saloá, São João e Terezinha.

Região 6: Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Manari, Pedra, Sertânia, Tupanatinga e Venturosa, Inajá, Jatobá, Petrolândia e Tacaratu.

Região 7: Belém de São Francisco, Cedro, Mirandiba, Salgueiro, Serrita, Terra Nova e Verdejante.

Região 8: Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista.

Região 9: Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena, Trindade e Morelândia.

Região 10: Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaraci, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Solidão, Santa Terezinha, São Jose do Egito, Tabira e Tuparetama.

Região 11: Betânia, Calumbi, Carnaubeira da Penha, Flores, Floresta, Itacuruba, Santa Cruz da Baixa Verde, São José do Belmonte, Serra Talhada e Triunfo.

Região 12: Aliança, Camutanga, Condado, Ferreiros, Goiana, Itambé, São Vicente Férrer, Itaquitinga, Macaparana e Timbaúba.

Os salários iniciais podem chegar a R$ 3.666,52, em jornadas de trabalho de 20 a 40 horas semanais.

Atribuições dos cargos

Auxiliar Administrativo: Desempenhar atividades auxiliares na administração, digitação, arquivo, atendimento ao público, manuseio de microcomputadores, preenchimento de formulários e controles administrativos. Desempenhar outras atividades correlatas e afins.

Fiscal: Exercer a fiscalização do exercício profissional de pessoas físicas e jurídicas, públicas ou privadas, em atividades desenvolvidas por Cirurgiões-Dentistas e categorias auxiliares, de acordo com o estabelecido na Consolidação das Normas para os Procedimentos nos Conselhos de Odontologia, Resolução CFO nº 63/2005, Regimento Interno do Conselho de Odontologia de Pernambuco – CRO/PE, Código de Processo Ético Odontológico – Res. CFO-59/2004, Código de Processo Ético Odontológico – Res. CFO- 118/2012 e Resolução CFO nº 63/2005 (Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia) em campos de atuação dos jurisdicionados pelo CRO, em todo o Estado de Pernambuco. Executar levantamentos, conferências, análises, transcrições de dados, exame de documentos e processos, preenchimento de controles, minutando textos, informações em processos e documentos, apoiando as atividades desenvolvidas pelo CRO-PE. Instruir e formalizar processos e documentos referentes a fiscalização de profissionais e empresas; de autos de infração, denúncias, cobranças e em documentos relativos aos procedimentos administrativos. Redigir e digitar ofícios, memorandos, cartas, relatórios, mediante identificação funcional, submetendo-os aos Coordenadores, Chefe de Fiscalização e Diretores do CRO-PE. Receber informações do sistema de controle do CFO/CRO-PE, atuando na montagem de processos de denúncias, consulta cadastral e afins. Emitir, de acordo com o sistema de controle, listagens de situações cadastrais de profissionais e empresas, de infrações, informações administrativas, etc. Elaborar autos de infração, buscando identificar enquadramento legal, para ações próprias da Autarquia. Acompanhar diligências das forças policiais no combate ao exercício ilegal da Odontologia, subsidiando-as no que lhe compete. Participar do planejamento e definição das atividades desenvolvidas pelo setor. Desempenhar todas as atividades referentes as funções de Fiscal do exercício Profissional.

Quais são os requisitos para investidura no cargo do concurso CRO PE?

  • Ter sido classificado no Concurso Público na forma estabelecida no Edital, em seus anexos e eventuais retificações;
  • Ter nacionalidade brasileira; no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, nos termos do §1º do Art. 12 da Constituição da República Federativa do Brasil e na forma do disposto no Art. 13 do Decreto n. 70.436, de 18 de abril de 1972;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos;
  • Estar em pleno gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais e, se do sexo masculino, também com as obrigações militares;
  • Firmar declaração de não estar cumprindo e nem ter sofrido, no exercício da função pública, penalidade por prática de improbidade administrativa, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal;
  • Apresentar declaração quanto ao exercício de outro(s) cargo(s), emprego(s) ou função(ões) pública(s) e sobre recebimento de proventos decorrentes de aposentadoria e/ou pensão;
  • Apresentar declaração de bens e valores que constituam patrimônio;
  • Firmar declaração de não estar cumprindo sanção por inidoneidade, aplicada por qualquer órgão público ou entidade da esfera federal, estadual ou municipal;
  • Firmar termo de compromisso de sigilo e confidencialidade das informações;
  • Ser considerado apto no exame admissional a ser realizado pelo Conselho Regional de Odontologia do Estado de Pernambuco – CRO/PE, mediante apresentação dos laudos, exames e declaração de saúde que forem por ela exigidos;
  • Apresentar diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de Nível Médio ou Nível Superior, a depender do cargo escolhido, fornecido por instituição de ensino, reconhecido pelo Ministério de Educação, comprovado por meio de apresentação de original e cópia do respectivo documento, para o cargo pretendido;
  • Não ter sido condenado a pena privativa de liberdade transitada em julgado ou qualquer outra condenação incompatível com a função pública;
  • Estar registrado e com a situação regularizada junto ao órgão de conselho de classe correspondente à sua formação profissional, quando for o caso;
  • Estar apto física e mentalmente para o exercício do cargo, não sendo, inclusive, pessoa com deficiência incompatível com as atribuições deste, fato a ser apurado por Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco – CRO/PE;
  • Certidão de nada consta de antecedentes criminais na esfera Estadual e Federal;
  • Cumprir as determinações deste Edital.

Como será a prova do concurso CRO PE?

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas, no dia 28 de fevereiro de 2021, na cidade de Caruaru, Petrolina, Recife, Serra Talhada (PE).

Confira o modelo de avaliação:

  • Prova objetiva, de caráter eliminatório/classificatório, à qual se sujeitarão todos os candidatos.

Confira a estrutura das provas objetivas:

Nível Médio

  • Língua Portuguesa: 10 questões com peso 1,0;
  • Raciocínio Lógico: 4 questões com peso 1,0;
  • Informática: 6 questões com peso 1,0;
  • Conhecimentos Específicos: 20 questões com peso 2,0.

Nível Superior:

  • Língua Portuguesa: 10 questões com peso 1,0;
  • Raciocínio Lógico: 4 questões com peso 1,0;
  • Informática: 6 questões com peso 1,0;
  • Conhecimentos Específicos: 30 questões com peso 2,0.

Histórico de Notícias

26/02/2020

Concurso CRO PE: Banca organizadora é escolhida!

A banca organizadora do concurso CRO PE (Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco) foi definida. Edital pode ser publicado a qualquer instante!

Continuar lendo
24/11/2015

Pernambuco tem 750 vagas de concurso abertas pelo CRO

Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco (CRO - PE) abre 750 vagas de concurso. Veja como participar das seleções!

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais