Concurso DPE MS: Edital publicado para Defensor! | Nova Concursos

Concurso DPE MS: Edital publicado para Defensor!

Foi publicado o edital do concurso DPE MS (Defensoria Pública do Mato Grosso do Sul) com oferta de  sete vagas imediatas para Defensor Público. O cargo  conta com remuneração inicial de R$ 28 mil. Além disso, a seleção conta com cinco etapas avaliativas. Inscrições e isenção da taxa  Carreira Salários e benefícios  Requ...

Status do concurso: Aberto

Edital disponível

BAIXE GRÁTIS: e-Book Oportunidades para Mudar de Vida em 2021
Cadastre-se e receba: e-Book Concursos 2021 + Guia Definitivo para montar um Plano de Estudos + Bônus Especiais!
Número de vagas 7
Salário R$ 28.884,20
Data de inscrição 13/09/2021 a 18/11/2021
Escolaridade Nível Superior
Estado Mato Grosso do Sul
Organizadora FGV
Valor da inscrição R$ 250,00
Data da prova 30/01/2022
Edital Arquivos

Foi publicado o edital do concurso DPE MS (Defensoria Pública do Mato Grosso do Sul) com oferta de  sete vagas imediatas para Defensor Público.

O cargo  conta com remuneração inicial de R$ 28 mil. Além disso, a seleção conta com cinco etapas avaliativas.

Como realizar as inscrições do concurso DPE MS Defensor?

Os interessados poderão realizar as inscrições do dia 13 de setembro ao dia 18 de novembro, através do site da banca organizadora.

Para participar é necessário preencher o formulário com todas as informações solicitadas. Depois, gerar o boleto e pagar a taxa de R$ 250,00. O pagamento poderá ser efetuado até 19 de novembro.

Já a isenção da taxa de inscrição poderá ser solicitada por candidatos desempregados e carentes, que realizaram doação de sangue, doação de medula óssea, que foram convocados e nomeados pela Justiça Eleitoral a participar do pleito eleitoral.

Para solicitar a isenção será preciso completar requerimento específico de 13 a 24 de setembro, pelo portal da FGV. Além de enviar a documentação comprobatória das condições.

Concurso DPE MS Defensor: Carreira

Salários e Benefícios

Requisitos

Possuir diploma devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em bacharelado de direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e ter exercido, no mínimo, 3 anos de atividade jurídica.

Como serão as provas do concurso DPE MS Defensor?

Os candidatos  serão avaliados por 5 etapas: a primeira e a segunda etapas executadas pela FGV e as demais pela Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso do Sul, por sua Comissão de Concurso, conforme descrito a seguir:

  • Primeira etapa: prova preambular objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Segunda etapa: duas provas escritas subjetivas, ambas de caráter eliminatório e classificatório, sendo a primeira composta de 10 questões teóricas e a segunda, de 2 peças jurídicas;
  • Terceira etapa: investigação social, de caráter eliminatório;
  • Quarta etapa: provas orais (compreendendo arguição e tribuna), de caráter eliminatório e classificatório;
  • Quinta etapa: avaliação de títulos, de caráter classificatório.

Etapas da seleção

Prova Objetiva

A Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, foi composta de 100 questões objetivas de múltipla escolha, com 04 alternativas cada, e 4 horas de duração, envolvendo as seguintes disciplinas:

  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito do Consumidor
  • Direito da Criança e do Adolescente
  • Direitos da mulher
  • Direito à saúde
  • Direitos Difusos e Coletivos
  • Defensoria Pública
  • Direitos Humanos

 

As provas serão realizadas no município de Campo Grande, no Estado do Mato Grosso do Sul.

Será considerado habilitado na prova objetiva seletiva a candidata ou o candidato que obtiver o mínimo de 50 acertos.

Serão classificados para a segunda etapa as candidatas e os candidatos que obtiverem as maiores notas, após o julgamento dos recursos contra os resultados preliminares, e estiverem entre os primeiros 210 classificados na prova escrita objetiva.

Prova Escrita Discursiva

A prova escrita subjetiva teórica consiste em 10 questões teóricas, cujas respostas devem ser dissertativas e fundamentadas, podendo versar sobre toda e qualquer matéria do conteúdo programático constante do Regulamento.

Prova Escrita Prática

A prova escrita prática consiste na lavratura de 2 peças escritas, sendo uma sobre matéria penal e outra sobre matéria cível, sendo que cada uma das 2 peças escritas.

Prova Oral

A arguição será pública, avaliada na escala de 0 a 10 pontos, e nela os membros da Banca Examinadora interpelam o candidato, individualmente, visando obter, de forma imediata e oral, a sua exposição, argumentação e intervenção com tratamento doutrinário e jurisprudencial, acerca do assunto, situação ou tema sugerido pelos Examinadores.

Prova de Tribuna

A prova de tribuna terá a duração de 30 minutos. Como critérios de avaliação, na prova de tribuna, os examinadores analisarão e pontuarão de 0 a 10, no conjunto, na forma abaixo:

a) Tese apresentada e poder de convencimento até 3 pontos;
b) Domínio do conhecimento jurídico até 2 pontos;
c) Articulação de raciocínio até 1 ponto;
d) Postura e capacidade de oratória até 1 ponto;
e) Qualidades da comunicação oral – uso correto do vernáculo na sua clareza e forma culta 1 ponto;
f) Capacidade de conclusão e encerramento da apresentação até 2 pontos.

Prova de Títulos

Na quinta etapa do Concurso Público, os(as) candidatos(as) terão os seus títulos avaliados, podendo pontuar livremente em itens cumulativos, entretanto, a nota máxima possível de ser atribuída nesta fase será de
até 1 (um) ponto.

a) título de doutor(a) conferido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação – 0,5 ponto;
b) título de mestre conferido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação – 0,3 ponto;
c) certificado de conclusão de curso de especialização, conferido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, com carga horária mínima de 360 horas-aula – 0,2 ponto;
d) Publicação de livro jurídico de autoria exclusiva da candidata ou do candidato com apreciável conteúdo jurídico, editado por Instituições de Ensino Superior ou editoras comerciais e apresentados normalmente no comércio – 0,2 ponto;
e) publicação de obras ou artigos em revistas, boletins, periódicos e sítios da internet com notório reconhecimento acadêmico-profissional, de obras intelectuais de conteúdo jurídico ou com afinidade com os princípios e as atribuições institucionais da Defensoria Pública do Estado – 0,05 ponto, até o máximo de 0,2 ponto;
f) o exercício efetivo da advocacia, como advogado regularmente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pelo período mínimo de 3 (três) anos: 0,15 ponto;
g) aprovação em Concurso Público para seleção de membros da Defensoria Pública, Magistratura, Ministério Público, Advocacia-Geral da União e de Procuradorias de qualquer órgão ou entidade da Administração Pública direta ou indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios: 0,15 ponto, até o limite de 0,30 ponto;
h) exercício de serviço voluntário na Defensoria Pública mediante certidão da respectiva CorregedoriaGeral – 0,05 por ano de serviço, até o máximo de 0,1 ponto.

Último Concurso DPE MS Defensor

O último concurso DPE MS para Defensor ocorreu em 2014 e tinha oferta inicial de 35 vagas. A remuneração inicial era de R$ 15.958,13.

Sob organização da Fundação Vunesp, os candidatos foram avaliados por meio das seguintes etapas: prova objetiva, provas discursivas teóricas e práticas, prova oral, prova de tribuna e análise de títulos. 

Histórico de Notícias

08/03/2021

Concurso DPE MS Defensor: Banca é definida e será a FGV!

Edital do concurso DPE MS tem banca oficializada. Segundo a Defensoria, tanto o edital como o cronograma, serão divulgados numa data oportuna. Confira!

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais