Concurso Funsaúde CE: Edital tem possibilidade de ofertar 12 mil vagas em janeiro!

Concurso Funsaúde CE tem possibilidade de lançar edital até janeiro de 2021. Anúncio foi realizado pelo governador do estado na quarta-feira, 18. Segundo o governador, a secretaria de Saúde, a quem Fundação Regional de Saúde é subordinada, está finalizando os preparativos. Em breve ele se reunirá com o secretário da Pasta, Dr. Ca...

Status do concurso: Previsto

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Concurso Funsaúde CE tem possibilidade de lançar edital até janeiro de 2021. Anúncio foi realizado pelo governador do estado na quarta-feira, 18.

Segundo o governador, a secretaria de Saúde, a quem Fundação Regional de Saúde é subordinada, está finalizando os preparativos. Em breve ele se reunirá com o secretário da Pasta, Dr. Cabeto, para apresentar todo o planejamento. Anunciado pelo governador do Ceará, Camilo Santana, edital do certame Funsaúde CE poderá disponibilizar cerca de 12 mil vagas e ser lançado em Janeiro.

Segundo o governador, a secretaria de Saúde, a quem Fundação Regional de Saúde é subordinada, está finalizando os preparativos. Em breve ele se reunirá com o secretário da Pasta, Dr. Cabeto, para apresentar todo o planejamento.

Camilo também disse que em breve serão divulgadas informações sobre número de vagas e cargos. Entretanto, já adiantou que será um “grande concurso” e que haverá oportunidades para médicos de diversas especialidades, enfermeiros entre outros.

“Até janeiro (está sendo finalizado pela Secretaria de Saúde) nós vamos lançar também um novo concurso para a Saúde do Estado. Nós criamos uma fundação pública de saúde e ela irá realizar um grande concurso para médicos, enfermeiros, várias especialidades médicas. Em breve estarei com o secretário Cabeto anunciando e apresentando todo o planejamento de número de vagas e especialidades.”

O pronunciamento aconteceu em live realizada no dia 18 de novembro, na qual Camilo Santana anunciou os certames para a área de Segurança do Estado: PC CE, PM CE e Pefoce. Ele também mencionou o concurso Sefaz CE, que já está com comissão formada.

Possibilidade de 12 mil vagas em vários municípios

A Fundação Regional de Saúde do Ceará vai atuar auxiliando os municípios na execução dos seus serviços de saúde. Portanto, quando o certame for aberto, a probabilidade é que as vagas sejam distribuídas entre várias cidades.

Já nos primeiros dois anos de funcionamento a Fundação deverá gerenciar os hospitais Geral de Fortaleza e de Messejana e outras unidades nas cinco macrorregiões de saúde do Ceará: Cariri, Fortaleza, Litoral leste, Norte e Sertão Central.

Tendo em vista que o apoio será em atividades técnico-administrativas, é esperado que as novas seleções possam contemplar cargos da área de saúde e também da área de apoio. 

A expectativa de 12 mil vagas também foi anunciada pelo secretário de Saúde do Ceará. Segundo ele, foi feita uma parceria com o instituto de gestão do Hospital Albert Einstein para redimensionar todas as unidades de saúde cearenses e avaliar a proporção do certame.

Segundo o secretário, o estado está trabalhando para construir um plano de carreira para os novos profissionais de saúde que serão contratados e somente para os hospitais Geral de Fortaleza e de Messejana deverão ser abertas 6 mil vagas.

Funsaúde CE é regulamentada em julho

O novo certame Funsaúde CE foi confirmado pelo governador Camilo Santana em julho, na ocasião em que foi assinado o decreto que regulamentou o funcionamento da nova instituição, criada em março deste ano.

“Profissionais serão selecionados publicamente para cumprir a sua missão nos hospitais, nas policlínicas, em toda a estrutura de saúde pública do Ceará. Estamos dando passos importantes e esse momento de pandemia mostrou muitas cicatrizes de desigualdades no país. Vivemos num país que é um dos mais desiguais do planeta. Essa pandemia mostrou essa realidade, assim como mostrou a importância do Sistema Único de Saúde. Mais de 80% da população cearense utilizam o SUS.”

Estavam presentes neste evento o secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, e o procurador-geral de Justiça do Estado, Manuel Pinheiro.

A Fundação Regional de Saúde do Ceará foi criada em março, quando o Governador Camilo Santana sancionou a Lei nº 17.186/2020, que dispõe sobre um novo gerenciamento de serviços de saúde assistenciais do Ceará. A Funsaúde irá atuar apoiando os municípios na execução dos seus serviços de saúde, com o objetivo de regionalizar esses atendimentos.

Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa)

No dia 27 de junho de 61, o então governador do Ceará, Parsifal Barroso, dividiu a Secretaria de Educação e Saúde em duas: Secretaria de Educação e Cultura e Secretaria de Saúde e Assistência. A lei que criou a Secretaria de Saúde e Assistência foi a 5.427, publicada no Diário Oficial do Estado no dia 28 de junho de 1961.

De lá para cá, a expansão da Sesa, reconhecendo o direito à saúde e acompanhando as necessidades da população, é uma realidade. O número de hospitais e unidades que integram a rede estadual é bem maior. De seis hospitais (Hospital Geral de Fortaleza, Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, Hospital Geral Dr. César Cals, Hospital Infantil Albert Sabin, Hospital São José, Hospital de Saúde Mental de Messejana) a rede cresceu para onze. A ampliação começou com o Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, que abriu as portas para a população em 2002.

No dia 8 de abril de 2011 um marco histórico para a saúde pública. Foi inaugurado o primeiro hospital público estadual de alta complexidade no interior do Ceará: o Hospital Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte. Com 294 leitos, foi construído pelo Governo do Estado para atender 1 milhão e 400 mil habitantes das regiões do Cariri e Centro Sul. E no mesmo ano, em 1º de junho, a rede estadual, com gestão direta pela Sesa, ganhou mais um hospital. O Hospital Geral da Polícia Militar José Martiniano de Alencar saiu da Secretaria de Segurança e passou a ser da Secretaria da Saúde do Estado, ganhando estruturas novas com reforma e ampliação dos centros de imagem e cirúrgico, além da maternidade. Através de decreto do governador, atualmente o hospital é gerenciado pela Sesa.

Em 18 de janeiro de 2013, foi inaugurado o terceiro hospital público de alta complexidade no interior, construído pelo Governo do Ceará. O Hospital Regional Norte, em Sobral, atende a população dos 55 municípios da macrorregião. Em 2016, iniciou o funcionamento do terceiro hospital terciário no interior. Em Quixeramobim, o Hospital Regional Sertão Central atende a população de 631.037 habitantes dos 20 municípios da Macrorregião de Saúde do Sertão Central – rede de assistência.

Além de hospitais, a nova rede de assistência amplia e facilita o acesso a consultas, exames e cirurgias de média complexidade. Tudo isso nas policlínicas regionais. São 22 em diferentes macrorregiões de saúde do Estado. Nelas, a população realiza, com dia e horário marcados, consultas para especialistas em até 13 áreas da medicina. Só para se ter uma ideia do tipo de atendimento feito numa policlínica: a mulher faz a consulta com o mastologista e na própria policlínica tem garantido o exame de mamografia. Ou seja, o atendimento é integral. No caso do homem, é atendido pelo médico urologista e lá mesmo é encaminhado para exames e diagnóstico da próstata.

A ampliação da rede de assistência veio acompanhada de inovações tecnológicas. Um dos maiores exemplos de modernidade tecnológica está no Hospital Regional do Cariri. A população da macrorregião, incluindo os moradores das regionais de Juazeiro do Norte, Crato, Brejo Santo, Iguatu e Icó, não precisa se deslocar para a capital para ter acesso a ressonância magnética. A primeira ressonância magnética na rede pública do interior foi realizada no HRC no dia 6 de junho de 2011. Até então, somente o Hospital Geral de Fortaleza, na capital, fazia esse moderno exame.

Com a rede de assistência ampliada, novos modelos de gestão foram implantados. Destaque para os consórcios públicos de saúde. Para fortalecer a regionalização e descentralizar a gestão, em 2007 a Sesa marcou a história da saúde pública. Os gestores municipais foram mobilizados para conhecer a inédita estratégia de gestão, assumindo, junto com o Governo do Estado, a gestão e o custeio das novas unidades de saúde, entre elas as policlínicas e os Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs regionais). E o que era sonho para democratizar cada vez mais a saúde virou realidade. A gestão das 19 policlínicas e dos 22 CEOs regionais é através de consórcios públicos de saúde.

Propósito

Contribuir para o bem-estar e felicidade das pessoas.

Missão

Promover saúde individual e coletiva para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Valores

  • Resultado centrado no cidadão;
  • Humanização do atendimento;
  • Valorização das pessoas;
  • Transparência;
  • Conhecimento e Inovação.

Visão até 2023

Ser referência aos cidadãos como sistema de saúde acessível, sustentável e de equidade, gerador de conhecimento e inovação.

Histórico de Notícias

19/11/2020

Concurso Funsaúde CE: Governador informa que edital sairá em janeiro!

Concurso Funsaúde CE tem possibilidade de lançar edital até janeiro de 2021. Anúncio foi realizado pelo governador do estado na quarta-feira, 18.

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais