Pesquisar no blog

Concurso Seas CE: Edital publicado com 173 vagas de níveis médio e superior!

Foi publicado o edital do novo concurso Seas CE (Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo do Ceará) com oferta de 173 vagas temporárias imediatas de níveis médio e superior.

As inscrições terão início no próximo mês e irão até dezembro, podendo ser realizadas no site da banca organizadora do certame, a Funece (Fundação Universidade Estadual do Ceará).

 

Concurso Seas CE: inscrições

As inscrições do novo concurso Seas CE estarão abertas a partir do dia 3 de novembro de 2021. Os candidatos poderão realizar o processo até o dia 1º de dezembro, acessando o site da banca organizadora do processo seletivo, a Funece .

Além disso, o valor das taxas de inscrição variam conforme o nível de escolaridade, sendo R$80 para as carreiras de nível médio e R$130 para aquelas de nível superior. Poderão solicitar isenção de taxa os candidatos que se enquadrem nos seguintes perfis:

  • servidores públicos do estado
  • doares de sangue
  • egressos do ensino médio de escola pública
  • pessoas com deficiência
  • pessoas hipossuficientes e
  • candidatos cuja família perceba até 2 salários mínimos.

 

Quais são as vagas, cargos e salários?

O concurso Seas CE disponibiliza 173 oportunidades de níveis médio e superior. Tais vagas são imediatas e de caráter temporário, com contratos de 12 meses. A distribuição acontece entre 4 carreiras, sendo:

  • Socioeducador – nível médio – 143 vagas;
  • Assistente Social – nível superior – 9 vagas;
  • Psicólogo – nível superior – 16 vagas;
  • Pedagogo – nível superior – 5 vagas.

 

Além disso, a remuneração inicial todos os cargos citados acima é de aproximadamente R$2.266,00. A diferença está na carga horária, uma vez que as vagas para nível médio são para 44 horas semanais e os de nível superior são de 40 horas semanais.

 

Requisitos básicos do concurso Seas CE

Para poder ingressar nas vagas, é necessário cumprir com alguns requisitos básicos:

  • Ser brasileiro, na forma estabelecida no artigo 12 da Constituição Federal de 1988, ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos, nos termos do § 1° deste mesmo artigo;
  • Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, comprovada por meio de documento de identidade, na data de admissão;
  • Estar em pleno gozo e no exercício dos seus direitos políticos e civis;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Estar quite com as obrigações do serviço militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com a nova admissão na função pública temporária de sua opção na Seleção;
  • Apresentar no ato da contratação, o certificado de conclusão do ensino médio e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – categoria B para funções de nível médio (Socioeducador) ou o diploma de graduação para função de nível superior, mediante cópia e original de cada um destes documentos;
  • Estar registrado e com situação regularizada junto ao conselho de fiscalização profissional para candidatos optantes pelas funções de Assistente Social e Psicólogo.
  • Estar apto física e mentalmente para o exercício da função temporária, de nível médio ou de nível superior de sua opção e não seja considerada pessoa com deficiência e incompatível com as atribuições de tal função, desde que esta situação seja devidamente comprovada.
  • Apresentar folha de antecedentes da Polícia Federal e de Polícia Estadual referentes aos lugares em que o candidato residiu nos últimos 5 (cinco) anos, contados retroativamente em relação à data do último dia de inscrição para esta Seleção Pública, desde que expedidas até 6 (seis) meses anteriores à data da contratação;
  • Apresentar declaração de bens;
  • Apresentar declaração referente ao exercício, ou não, de outro cargo, emprego ou função pública;
  • Cumprir todas as normas, condições e disposições estabelecidas neste Edital;
  • Apresentar outros documentos que se fizerem necessários para a contratação.

 

Como serão as provas do concurso Seas CE?

Os candidatos do concurso Seas CE passarão por duas etapas avaliativas, sendo elas de Provas Objetivas (de caráter eliminatório e classificatório) e Avaliação de Títulos (de caráter classificatório).

A aplicação da primeira etapa acontecerá nas cidades de Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sobral, a data de realização da prova será divulgada posteriormente.

Além disso, maiores informações como o local e o horário da realização das provas objetivas serão informadas mais adiante. Durante essa etapa, os inscritos deverão responder a 50 questões sobre as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa (10);
  • Direitos Humanos (15);
  • Legislação Especial (15);
  • Regimento Interno das Unidades da SEAS (10).

 

A Avaliação de Títulos, por sua vez, observará os seguintes aspectos para a soma da pontuação:

Nível superior

  • Curso de Doutorado;
  • Curso de Mestrado;
  • Curso de Especialização (lato sensu);
  • Experiência Profissional em Sistema de Atendimento Socioeducativo (na área de Socioeducação, trabalho em Centros
    Socioeducativos com medidas socioeducativas de restrição ou privação de Liberdade – Internação, Internação Provisória
    ou Semiliberdade).

 

Nível médio

  • Experiência Profissional em Sistema de Atendimento Socioeducativo (na área de Socioeducação, trabalho em Centros
    Socioeducativos com medidas socioeducativas de restrição ou privação de Liberdade – Internação, Internação Provisória
    ou Semiliberdade)

 

Atribuições dos cargos para o concurso Seas CE

Socioeducador Nível Médio: Participar da elaboração dos planos de intervenção para o desenvolvimento da ação socioeducativa personalizada junto aos adolescentes; Participar da elaboração dos diferentes planos de ação realizados na unidade; Recepcionar os adolescentes recém-chegados, efetuando o seu registro, assim como de seus pertences; Providenciar o atendimento às necessidades de higiene, asseio, conforto, repouso e alimentação do adolescente; Zelar pela segurança e bem-estar dos adolescentes, observando-os e acompanhando-os em todos os locais de atividades diurnas e noturnas; Acompanhar os adolescentes nas atividades da rotina diária, orientando-os quanto às normas de conduta, cuidados pessoais e relacionamento com outros internos e funcionários; Relatar no diário de comunicação interna o desenvolvimento da rotina diária, bem como tomar conhecimento dos relatos anteriores; Realizar atividades recreativas, esportivas, culturais, artesanais e artísticas planejadas em conjunto com a área pedagógica; Auxiliar no desenvolvimento das atividades pedagógicas, orientando os adolescentes para que mantenham a ordem, disciplina, respeito e cooperação durante as atividades; Prestar informações ao grupo técnico sobre o andamento dos adolescentes para compor os relatórios e estudos de caso; Acompanhar os adolescentes em seus deslocamentos na comunidade, não descuidando da vigilância e segurança; Inspecionar as instalações físicas da unidade, recolhendo objetos que possam comprometer a segurança; Efetuar rondas periódicas para verificação de portas, janelas e portões, assegurando-se de que estão devidamente fechados e atentando para eventuais anormalidades; Manter-se atento às condições de saúde dos adolescentes, sugerindo que sejam providenciados atendimentos e encaminhamentos aos serviços médicos e odontológicos sempre que necessário; Realizar revistas pessoais nos adolescentes nos momentos de recepção, final das atividades e sempre que se fizer necessário, impedindo que mantenham a posse de objetos e substâncias não autorizadas; Acompanhar o processo de entrada das visitas dos adolescentes, registrando-as em livro, fazendo revistas e verificação de alimentos, bebidas ou outros itens não autorizados; Comunicar, de imediato, à direção, as ocorrências relevantes que possam colocar em risco a segurança da unidade, dos adolescentes e dos funcionários; Fornecer o material de higiene para os adolescentes, controlando e orientando o seu uso; Providenciar o fornecimento de vestuário, roupa de cama e banho, orientando os adolescentes no uso e conservação; Realizar o transporte dos adolescentes para as audiências, programações externas ou outras demandas definidas pela direção da unidade; Seguir procedimentos e normas de segurança, constantes do protocolo da Unidade.

Assistente Social Nível Superior: Organizar a recepção e acolhida dos adolescentes na unidade; Elaborar os estudos de caso e relatórios técnicos dos adolescentes; Realizar atendimentos individuais e de grupo com os adolescentes; Prestar atendimento às famílias dos adolescentes, colhendo informações, orientando e propondo formas de manejo das situações sociais; Providenciar a documentação civil dos adolescentes; Realizar pesquisas e levantamentos referentes aos autos judiciais, bem como o histórico infracional dos adolescentes; Manter contatos com entidades, órgãos governamentais e não governamentais para obter informações sobre a vida pregressa dos adolescentes; Buscar e articular recursos da comunidade para formação de rede de apoio, visando à inclusão social dos adolescentes; Elaborar planos de intervenção para o desenvolvimento da ação socioeducativa personalizada junto aos adolescentes; Realizar a inclusão dos adolescentes em programas da comunidade, escola, trabalho, profissionalização, programas sociais, atividades esportivas, recreativas e culturais; Realizar o acompanhamento dos adolescentes egressos; Manter registro de dados e informações para levantamentos estatísticos; Realizar a verificação da correspondência dos adolescentes e acompanhar os contatos telefônicos por eles realizados; Coordenar e orientar a visitação dos familiares aos adolescentes; Realizar visitas domiciliares e possíveis encaminhamentos, visando o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários, bem como a reinserção social do adolescente com segurança.

Psicólogo Nível Superior: Planejar, coordenar e executar as atividades da área de psicologia; Elaborar os estudos técnicos adequados a cada caso, com a utilização de métodos e técnicas psicológicas, com produção de relatórios técnicos pertinentes sobre os adolescentes; Realizar diagnósticos e avaliações psicológicas, procedendo às indicações terapêuticas adequadas a cada caso; Realizar atendimento psicológico individual e de grupo com os adolescentes; Avaliar e acompanhar a aplicação de medidas disciplinares; Elaborar planos de intervenção para o desenvolvimento da ação socioeducativa personalizada junto aos adolescentes; Prestar atendimento às famílias, colhendo informações, orientando e realizando intervenções psicológicas, buscando a integração com os adolescentes; Orientar educadores sociais e técnicos no manejo e abordagem dos adolescentes; Buscar e articular recursos da comunidade para formação de rede de apoio, visando à integração e assistência às necessidades dos adolescentes; Preparar os adolescentes para o desligamento, fortalecendo suas relações com sua comunidade de origem; Realizar o acompanhamento dos adolescentes egressos; Manter registro de dados e informações para levantamentos estatísticos, sendo resguardadas de sigilo as informações pertinentes aos dados psicológicos do acompanhamento. Realizar visitas domiciliares e institucionais, quando necessário para fins de acompanhamentos dos adolescentes e familiares; Realizar articulação com a rede intersetorial para fins de obtenção e de informações relevantes ao acompanhamento dos adolescentes e familiares e para fins de realização de encaminhamentos cabíveis.

Pedagogo Nível Superior: Planejar, coordenar e desenvolver as ações da área pedagógica da unidade, incluindo as atividades escolares, oficinas formativas, ocupacionais e profissionalizantes, atividades recreativas, culturais e esportivas; Realizar a programação das atividades pedagógicas, formação das turmas e acompanhamento das atividades; Realizar a avaliação educacional e levantamento do histórico escolar dos adolescentes para compor os relatórios técnicos e estudos de caso; Participar da recepção dos adolescentes, prestando as orientações necessárias referentes à área pedagógica da unidade; Acompanhar o desempenho, participação e aproveitamento dos adolescentes nas atividades pedagógicas e da rotina diária, avaliando seu comportamento geral e evolução no cumprimento da medida socioeducativa; Avaliar e acompanhar a aplicação de medidas disciplinares; Elaborar planos de intervenção para o desenvolvimento da ação socioeducativa personalizada junto aos adolescentes; Identificar adolescentes com transtornos de aprendizagem e necessidades especiais para traçar um plano de intervenção individualizado; Acompanhar e supervisionar a execução do Programa de Educação nas Unidades Socioeducativas, junto com a coordenação do programa, participando da sua organização e viabilizando o atendimento às necessidades educacionais dos adolescentes; Orientar as famílias dos adolescentes, a fim de garantir a continuidade das atividades escolares após o desligamento.

Histórico de Notícias

22/10/2021

Concurso Seas CE: Saiu o edital com 173 vagas temporárias!

O edital do concurso Seas CE foi publicado! São ofertadas 173 vagas temporárias de níveis médio e superior distribuídas entre 4 cargos. Saiba mais!

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais