Concurso Tesouro Nacional: EDITAL solicita 120 vagas!

Foi confirmado pelo Tesouro Nacional, o envio de pedido para o Ministério da Economia para realizar um novo concurso. Foram solicitadas 120 vagas para Analista! A carreira de Analista, tem exigência que o participante tenha o nível superior completo. Os ganhos iniciais da carreira ultrapassam o valor de R$ 19 mil, podendo chegar a R$ 2...

Status do concurso: Previsto

e-Book Grátis para Você!

Guia Plano de Estudos Passo a Passo. Receba Agora!

Foi confirmado pelo Tesouro Nacional, o envio de pedido para o Ministério da Economia para realizar um novo concurso. Foram solicitadas 120 vagas para Analista!

A carreira de Analista, tem exigência que o participante tenha o nível superior completo. Os ganhos iniciais da carreira ultrapassam o valor de R$ 19 mil, podendo chegar a R$ 27 mil com as progressões.

Solicitação do concurso Tesouro Nacional (STN)

Foi enviado ao Ministério da Economia, o pedido para realizar o novo concurso Tesouro Nacional (STN). Segundo informações prestadas pela secretaria, este ano a demanda encaminhada foi para 120 vagas de nível superior.

Agora, cabe ao Ministério da Economia analisar e autorizar ou não o provimento das vagas. A Secretaria do Tesouro Nacional, assim como os demais órgãos vinculados ao Poder Executivo Federal, depende deste aval para abrir novos concursos públicos.

Diferentemente dos anos anteriores, desta vez não foi requisitado o aval para vagas no cargo de Técnico, carreira que exige o nível médio.

Todas as oportunidades solicitadas são para a cargo de Auditor (antigo Analista de Controle e Finanças – AFC), que tem exigência do nível superior completo.

O salário inicial tem o valor de R$ 19.655,06. O ganho é composto por R$ 19.197,06 de vencimento básico e R$ 458,00 de auxílio-alimentação. Com as progressões na carreira, a remuneração pode chegar a R$ 27.000,00.

De acordo com a STN, o número de 120 vagas, equivale a aproximadamente 50% da necessidade total atual do quadro, de 239 auditores.

Entenda como funciona o pedido de concurso

Todo ano a Secretaria de Tesouro Nacional precisa encaminhar um pedido ao Ministério da Economia, caso queira realizar um concurso. É dessa forma com todos os demais órgãos vinculados ao Poder Executivo Federal.

O prazo final para que todos esses órgãos encaminhem seus pedidos se encerra no dia 31 de maio de 2020. Mas é o Ministério da Economia que vai analisar e conceder o aval ou não, para os provimentos dessas vagas solicitadas.

Caso o aval seja positivo, os órgãos podem dar prosseguimento com os preparativos para a divulgação do edital. Se for ao contrário, o pedido pode ser atualizado ou mantido para o ano seguinte.

Vale ressaltar, que os requerimentos enviados em 2020, são para concursos a serem realizados em 2021. Portanto, caso o concurso Tesouro Nacional, que vem sendo solicitado todo ano, seja autorizado, o edital será publicado no ano que vem.

Último concurso Tesouro Nacional

O último concurso Tesouro Nacional teve seu edital divulgado no ano de 2012. As oportunidades foram para cargo de nível superior, que na época ainda era denominado de Analista de Finanças e Controle (AFC). Em 2016, a nomenclatura foi alterada para Auditor Federal de Finanças e Controle.

O edital do certame STN 2012, ofertou 240 vagas, sendo que 15 vagas foram destinadas a candidatos com deficiência. As oportunidades foram distribuídas em cinco áreas de conhecimento, sendo elas:

– Contábil;

– Desenvolvimento Institucional;

– Econômico-Financeira;

– Tecnologia da Informação: Governança e Gestão em Tecnologia da Informação;

– Tecnologia da Informação: Gestão em Infraestrutura de Tecnologia da Informação.

De acordo com informações do órgão, o certame registrou mais de 21.800 inscrições homologadas. A maior parte dos candidatos (10.122), concorreu às vagas de Analista da área Econômico-Financeira.

A banca organizadora responsável pela execução do certame foi a ESAF (Escola de Administração Fazendária). O prazo de validade do certame já foi encerrado.

A avaliação dos candidatos foi composta por 02 (duas) etapas, sendo elas:

Primeira Etapa

– Prova 1: Objetiva de Conhecimentos Gerais;

– Prova 2: Objetiva de Conhecimentos Específicos para cada Área de Conhecimento;

– Prova 3: Discursiva para cada Área de Conhecimento.

Segunda Etapa

– Curso de Formação de caráter apenas eliminatório, ao qual foram submetidos somente os candidatos aprovados e classificados na Primeira Etapa.

Sobre o Tesouro Nacional (STN)

A Secretaria do Tesouro Nacional, criada em 10 de março de 1986, por meio do Decreto nº 92.452, veio assumir as atribuições da Comissão de Programação Financeira e da Secretaria de Controle Interno do Ministério da Fazenda, incorporando também as funções fiscais até então desempenhadas pelo Banco Central e Banco do Brasil S/A.

Pertencente à da estrutura do MF, torna-se órgão central do Sistema de Administração Financeira Federal e do Sistema de Contabilidade Federal.

Sua criação representou um passo fundamental para o fortalecimento das finanças públicas do país, consolidando a modernização institucional e a sistematização da gestão responsável dos recursos públicos.

O desafio do Tesouro era, então, colocar em ordem as contas públicas do Brasil. Isso consistiu em substituir, em 1988, a conta Movimento do Governo no Banco do Brasil pela Conta Única do Tesouro no Banco Central (Bacen); permitir que a administração e o controle das finanças federais ficassem associados à execução financeira das unidades gestoras; unificar os orçamentos, atrelando os gastos governamentais à prévia autorização do Congresso Nacional, dentre outros.

MISSÃO da STN

– Gerir as contas públicas de forma eficiente e transparente, zelando pelo equilíbrio fiscal e pela qualidade do gasto público.

VISÃO da STN

– Ser referência na defesa do equilíbrio fiscal intertemporal, no fomento da avaliação permanente do gasto público e na transparência fiscal.

VALORES da STN

– RESPONSABILIDADE FISCAL: atuar de forma diligente em defesa do equilíbrio fiscal intertemporal e da sustentabilidade da dívida pública.

– ÉTICA: agir com integridade e comprometimento com o interesse público.

– TRANSPARÊNCIA: disponibilizar informações e comunicar ações e decisões, observadas as restrições legais ou estratégicas, de modo a permitir que a sociedade acompanhe a atuação do Tesouro Nacional.

– EXCELÊNCIA: trabalhar com responsabilidade e eficiência, em observância a critérios técnicos e orientado a resultados.

– MERITOCRACIA: reconhecer e valorizar habilidades e competências individuais, promovendo e selecionando as pessoas mais competentes e dedicadas.

– INTEGRAÇÃO: promover a coesão e a colaboração organizacional, alinhando esforços e compartilhando conhecimento.

– RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: atuar com respeito aos colaboradores, aos cidadãos, à diversidade e ao meio ambiente.

– ORGULHO DE SER TESOURO NACIONAL: ter orgulho de ser servidor público, trabalhar em um órgão de excelência e estar a serviço da sociedade brasileira.

Histórico de Notícias

22/05/2020

Concurso Tesouro Nacional: Órgão envia pedido para edital com 120 vagas!

O Tesouro Nacional confirmou, o envio de pedido para o Ministério da Economia para realizar um novo concurso. São solicitadas 120 vagas para Analista!

Continuar lendo
Acompanhe nossas

redes sociais