Concurso Vigilante Penitenciário – GO (DGAP-GO): 2.524 vagas ofertadas!

Foi publicado o edital do novo concurso Vigilante Penitenciário (DGAP), no estado de Goiás. Oportunidades para nível médio, com salários de R$ 1,9 mil! Como fazer a inscrição do concurso Vigilante Penitenciário – GO (DGAP)? As inscrições estarão abertas a partir das 08 horas do dia 04 de outubro até às 18 horas do dia 21 de outubro de 2...

Status do concurso: Encerrado

Materiais disponíveis

Última Notícia

Imagem Concurso Vigilante Penitenciário – GO (DGAP-GO): Inscrições abertas!

Concurso Vigilante Penitenciário – GO (DGAP-GO): Inscrições abertas!

As inscrições do concurso Vigilante Penitenciário - GO (DGAP-GO) ficarão abertas até o dia 21 de outubro de 2019. Oportunidades para nível médio!

Continuar Lendo

Foi publicado o edital do novo concurso Vigilante Penitenciário (DGAP), no estado de Goiás. Oportunidades para nível médio, com salários de R$ 1,9 mil!

Como fazer a inscrição do concurso Vigilante Penitenciário – GO (DGAP)?

As inscrições estarão abertas a partir das 08 horas do dia 04 de outubro até às 18 horas do dia 21 de outubro de 2019.

Para realizar sua inscrição, o candidato deverá acessar o site da banca organizadora, Escola de Governo de Goiás.

A taxa de inscrição tem o valor fixo de R$ 40,00.

O pagamento da taxa de inscrição por meio do boleto deverá ser efetuado até o dia 22 de outubro de 2019.

Vagas e salários do concurso DGAP – GO

O certame oferta 2.524 vagas para o cargo de Vigilante Penitenciário Temporário, com exigência que o candidato tenha ensino médio completo ou equivalente com diploma ou certificado expedido por instituição devidamente reconhecida pelo MEC.

As oportunidades são ofertadas para as seguintes regionais do Estado de Goiás:

♦ Goiânia: 570 vagas;

♦ Cidade de Goiás: 184 vagas;

♦ Luziânia: 352 vagas;

♦ Caldas Novas: 363 vagas;

♦ São Luís de Montes Belos: 185 vagas;

♦ Rio Verde: 363 vagas;

♦ Uruaçu: 199 vagas;

♦ Formosa: 308 vagas.

O salário para o cargo tem o valor de R$ 1.950,46, mais os benefícios de Gratificação de Risco de Vida e de Auxílio-Alimentação nos termos da Lei nº 19.951, de 29 de dezembro de 2017 podendo ainda o contratado ser remunerado por prestação de serviços extraordinários.

Com jornadas de trabalho de 40 (quarenta) horas semanais preferencialmente em regime de plantão compreendendo dias úteis sábados domingos e feriados sendo fixada de acordo com a necessidade da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária – DGAP/GO resguardando o repouso semanal remunerado.

Como será a prova do concurso Vigilante Penitenciário – GO (DGAP – GO)?

A avaliação dos candidatos será mediante prova objetiva, sendo aplicada na data provável de 01 de dezembro de 2019, com início às 14 horas, tendo duração de 2 horas.

Os locais da prova serão informados no site da banca organizadora, Escola de Governo de Goiás, a partir do dia 20 de novembro de 2019.

A prova objetiva será aplicada nas cidades de Goiânia e/ou Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Rio Verde, Cidade de Goiás, Luziânia, Formosa, São Luís de Montes Belos e Uruaçu de acordo com a oportunidade e conveniência da Administração.

A prova objetiva será constituída de 30 (trinta) questões do tipo múltipla escolha com 05 (cinco) alternativas (a, b, c, d, e) das quais apenas uma é a correta, valendo 01 (um) ponto cada questão.

Estará eliminado o candidato que não obtiver rendimento mínimo de 50% (cinquenta por cento) do valor total da Prova Objetiva.

O conteúdo programático da prova irá constar as seguintes disciplinas:

Conhecimentos Gerais (10 questões)

– Língua Portuguesa: 07 questões;

– Realidade Étnica, Social, Histórica, Geográfica, Cultural, Política e Econômica do Estado de Goiás e do Brasil: 03 questões.

Conhecimentos Específicos (20 questões)

– Direitos Humanos: 03 questões;

– Ética no Serviço Público: 03 questões;

– Crimes Contra a Administração Pública: 04 questões;

– Noções da Lei n° 7.210/1984 – Lei de Execução Penal: 10 questões.

O prazo de validade será de 01 (um) ano, contado a partir da publicação da homologação do resultado final no Diário Oficial do Estado de Goiás, prorrogável por igual período pela Secretaria de Estado da Administração – SEAD a pedido da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária – DGAP/GO.

Atribuições e Tarefas Típicas do Vigilante Penitenciário – GO

Atribuições

Desempenho de atividades que compreendam tarefas de apoio à segurança, custódia, assistência e ressocialização dos privados de liberdade, tais como, segurança, vigilância, custódia, disciplina, fiscalização, triagem e escolta dos presos.

Tarefas Típicas

Dentro das atribuições que lhe são inerentes ao Vigilante Penitenciário Temporário cabe:

a) zelar pela disciplina e segurança dos presos, evitando fugas e conflitos;

b) fiscalizar o comportamento da população carcerária, observando os regulamentos e normas em vigor;

c) providenciar a necessária assistência aos presos, em casos de emergências;

d) fiscalizar a entrada e saída de pessoas e veículos nas unidades prisionais;

e) verificar as condições de segurança da unidade em que trabalha;

f) elaborar relatório das condições da unidade em que trabalha;

g) fazer triagem de presos de acordo com a Lei de Execução Penal;

h) conduzir e acompanhar, em custódia, os presos entre as unidades prisionais integradas do Sistema Penitenciário do estado de Goiás;

i) realizar trabalhos em grupo e individuais com o objetivo de instruir os presidiários neles incluindo hábitos de higiene e boas maneiras;

j) encaminhar solicitações de assistência médica, jurídica, social e material ao preso;

k) exercer com maior grau de complexidade e responsabilidade as atribuições dirigidas à disciplina;

l) primar pela segurança fiscalização, assistência social, educação e coordenação de atividades laborativas dos presos, bem como a fiscalização da segurança da unidade;

m) articular-se com a autoridade competente, objetivando melhor cumprimento das normas e rotinas de segurança;

n) elaborar relatórios de acompanhamento das atividades laborativas dos internos;

o) desenvolver atividades que visem à ressocialização do preso, programar atividades de formação cívica, ética, social, cultural e profissional do preso;

p) desenvolver ações com vistas a despertar no preso o senso de responsabilidade, dedicação no cumprimento dos deveres sociais, profissionais e familiares;

q) executar outras atividades correlatas e as que lhe forem delegadas pela autoridade superior.

Requisitos para investidura no cargo do concurso Vigilante Penitenciário – GO

Ainda para ser contratado, o candidato deverá apresentar documentos que comprovem o atendimento dos seguintes requisitos:

– Ser brasileiro nato ou naturalizado;

– Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos;

– Estar em gozo dos direitos políticos e eleitorais;

– Estar quite com o Serviço Militar (sexo masculino);

– Não ter sido responsabilizado ou condenado pela prática de infração penal, civil ou administrativa nas situações descritas pela legislação eleitoral, que configurem hipóteses de inelegibilidade, conforme Decreto Estadual nº 7.587/2012;

– Nos últimos cinco anos, na forma da legislação vigente: – não ter sido responsável por atos julgados irregulares por decisão definitiva do Tribunal de Contas da União, do Tribunal de Contas do Estado ou do Município ou ainda por Conselho de Contas de Município; – não haver sofrido sanção impeditiva do exercício de cargo/emprego público; – não ter sido condenado em processo criminal, por sentença penal transitada em julgado;

– Não participar de Gerência ou da Administração de empresa industrial ou comercial, exceto as de caráter cultural ou educacional (Lei 10.460/1988i art. 303i VI);

– Ademais deverão ser atendidas as seguintes condições:

– Possuir Ensino Médio ou equivalente concluído, comprovado mediante diploma ou certificado expedido por entidade reconhecida pelo MEC;

– Apresentar os documentos solicitados no ato de convocação;

– Ter sido recomendado pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária após a Investigação de Vida Pregressa;

– Ser classificado e aprovado no Processo Seletivo Simplificado;

– Cumprir as determinações do edital.

Acompanhe nossas

redes sociais