Pesquisar no blog

Como aproveitar os estudos do concurso MP SP para TJ SP?

icone calendario 15 mar 2023

Foi publicado o edital do concurso TJ SP  (Tribunal de Justiça de São Paulo) com oferta de 400 vagas imediatas para o cargo de Escrevente, exigência de nível médio. As inscrições estão abertas. Portanto, não perca tempo!

Para se inscrever é necessário acessar o site da Fundação Vunesp  , banca organizadora, entre os dias 17 de fevereiro e 28 de março de 2023 e preencher o formulário com os dados solicitados.

Além disso, é preciso efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 81,00 até o dia 19 de março para que a candidatura seja homologada.

Os aprovados cumprirão jornada de trabalho de 40 horas semanais e serão remunerados com salários iniciais no valor de R$ 5.480,54.

Essa é uma ótima oportunidade para aqueles que desejam ingressar na carreira ou até mesmo aproveitar estudos de outros certames, como o Ministério Público de São Paulo.

O concurso MP SP teve seu edital publicado em 2022 e está em andamento com oferta de oportunidades para as carreiras de Analista de Promotoria e Oficial de Promotoria.

Para ajudá-los a otimizar o tempo de estudos e garantir a tão sonhada aprovação, analisamos quais conteúdos são semelhantes nos dois certames e como você pode ser produtivo e direto na sua preparação.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos! Clique aqui  e saiba mais!

Concurso MP SP x Concurso TJ SP

Muitos concurseiros que realizaram a prova do Ministério Público também vão realizar a prova do Tribunal de Justiça. Mas afinal, é possível aproveitar os estudos de um concurso para estudar para outro?

A resposta é sim! Confira as matérias que ambas seleções tem em comum.

  • Língua Portuguesa
    • Análise, compreensão e interpretação de diversos tipos de textos verbais, não verbais, literários e não literários.
    • Estruturação do texto: relações entre ideias; recursos de coesão.
    • Sinônimos e antônimos.
    • Sentido próprio e figurado das palavras.
    • Classes de palavras: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção.
    • Crase
    • Pontuação

  • Direito Penal
    • Artigos: 293 até 301; 305 (parte dele); 311-A a 317; 319 a 333; 337; 339 a 344; 347; 357 e 359.

  • Direito Processual Penal
    • Artigos: 257 e 258.

  • Direito Constitucional do concurso TJ SP
    • Título II (Dos Direitos e Garantias Fundamentais) : capítulos I (direitos e deveres individuais e coletivos), II (direitos sociais) e III (nacionalidade);
    • Título III (Da Organização do Estado): capítulo VII (Administração Pública) seções I (disposições gerais) e II (dos servidores públicos).

  • Direito Administrativo
    • Lei de Improbidade (Lei nº 8.429/92); e
    • Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de São Paulo (Lei n.º 10.261/68) artigos: 241 a 263

  • Direito Processual Civil
    • Artigos: 218 a 235

  • Matemática e raciocínio lógico
    • Operações com números reais;
    • Porcentagem;
    • Sistemas de medidas usuais;
    • Estruturas lógicas, lógicas de argumentação, diagramas lógicos, sequências.

  • Informática
    • Windows 10;
    • Internet;
    • Word;
    • Excel.

Buscando a aprovação no concurso TJ SP

Primeiramente, é necessário que os interessados no certame comecem a estudar pelo fundamental: a teoria.

Por isso, é necessário adquirir um bom material preparatório e o seguir fielmente, bem como, iniciar a resolução de questões.

Os materiais da Nova são um ótimo investimento, pois além de serem elaborados por professores especialistas, estão de acordo com o edital.

Também é essencial consultar o último edital do concurso, visto que normalmente as bancas tem o costume de seguir o mesmo modelo de prova.

Lembre-se de se atentar aos artigos não cobrados pelo MP SP, como os 173 artigos de Normas da Corregedoria, 62 artigos a mais em Direito Administrativo, 262 artigos a mais em Processo penal e 393 artigos a mais em Processo Civil, bem como, reforçar os estudos nos artigos do Estatuto da Pessoa com Deficiência que serão exigidos na prova objetiva.

Provas e etapas

A princípio, para ser aprovado, os candidatos terão de passar pelas seguintes etapas:

  • Prova Objetiva
  • Prova Prática

Em suma, a prova objetiva será aplicada no dia 28 de maio de 2023 e será composta de 100 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada e apenas uma resposta correta, acerca das seguintes disciplinas:

  • Bloco I
    • Língua Portuguesa: 24 questões

  • Bloco II
    • Conhecimentos em Direito: 40 questões

  • Bloco III
    • Conhecimentos Gerais
      • Atualidades: 6 questões
      • Matemática: 6 questões
      • Informática: 14 questões
      • Raciocínio Lógico: 10 questões

Será necessário obter no mínimo 50% de aproveitamento do total de pontos das disciplinas de Língua Portuguesa e Direito, pois são eliminatórias.

Confira o conteúdo programático completo: Concurso TJSP 2023: O que você precisa estudar!

Posteriormente, os aprovados serão submetidos a prova prática que tem como objetivo avaliar o conhecimento e habilidades do candidato.

Para isso, é utilizando o editor de texto em microcomputador do tipo PC, em ambiente gráfico Microsoft Windows.

Concurso TJ SP pós edital

Se você está com dúvidas se ainda dá tempo de estudar e ser aprovado no concurso TJ SP, começando agora, a resposta é SIM!

Entretanto, tudo vai depender do seu planejamento de estudos, bem como a escolha do material de apoio e tempo de dedicação.

Para saber mais dicas, dá o play no vídeo e confira como estudar para Escrevente!

Saiba mais sobre o Concurso TJSP: Edital publicado. 400 vagas. Iniciais de R$ 5,4 mil!
Acompanhe nossas

redes sociais