Concurso AGU: Seleção para quadro-técnico solicitada em caráter de urgência. Entenda!

Iago Almeida

icone calendario 07 jul 2023

Um novo concurso AGU foi solicitado ao MGI para ser aberto ainda este ano de 2023, em caráter de urgência, para a área Administrativa. Entenda os motivos!

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Concurso AGU é solicitado com urgência; vai ter edital em 2023?

Ainda não se sabe, mas uma nova seleção para a área administrativa da Advocacia-Geral da União foi solicitada e pode pintar em breve!

Assim, o pedido foi enviado pela agência para o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI).

Além disso, o pedido é para urgência na publicação do edital. Segundo a secretária-geral de Consultoria da AGU, Clarice Costa Calixto, a intenção é reduzir o atual déficit de pessoal.

“A situação de carência de pessoal é grave, pelo que solicitamos que o pleito de autorização de novo concurso público para o quadro técnico da Advocacia-Geral da União seja avaliado não apenas para 2024, mas como demanda presente e prioritária ainda no ano de 2023, no quantitativo de vagas que for viável do ponto de vista orçamentário, e tendo em vista o tamanho da capilaridade de nossa instituição, de forma a reduzir os riscos colocados à continuidade dos serviços prestados!, disse.

Atualmente, 70% do atual quadro administrativo da AGU é formado por servidores requisitados de outros órgãos. Isso vem incomodando a agência.

Isso porque eles recebem, em média, quase o dobro daqueles que fazem parte do quadro próprio da Advocacia-Geral da União.

Fora isso, 36% dos atuais servidores já têm mais de 50 anos e poderão se aposentar muito breve, o que deve aumentar ainda o número de cargos vagos.

Desta forma, sem concursos nos últimos sete anos, a secretária reforça que apenas 112 servidores ingressaram no quadro, “o que é especialmente grave quando se observa o quadro técnico atual”.

AGU ainda não teve autorização de ministra para novo concurso

Há algumas semanas, em maio deste ano, a AGU chegou a encaminhar um pedido para preenchimento de 2.300 vagas.

Assim, na época, foram solicitadas 2.100 vagas para Analista Técnico Administrativo (nível superior em qualquer área) e 200 para Analista em TI (nível superior em Tecnologia da Informação).

Entretanto, a agência ficou de fora da lista de órgãos que tiveram autorizações do MGI; por isso, um ofício foi enviado para mostrar que a seleção é mais que necessária.

Requisitos e salários

Ademais, a carreira de Analista Técnico Administrativo exige nível superior em qualquer área para ingresso.

Enquanto isso, a carreira de Analista em Tecnologia da Informação exige graduação na área ou em qualquer área com pós-graduação na área de tecnologia, com duração mínima de 360 horas.

remuneração inicial chega a R$ 6.761,72.

Como e quando foi o último concurso AGU?

Lembrando que última seleção ofertou um total de 100 vagas para cargos do quadro de apoio técnico-administrativo. Portanto, confira:

  • Administrador (48 vagas);
  • Analista Técnico-Administrativo (10);
  • Arquivista (02);
  • Bibliotecário (01);
  • Contador (32); e
  • Técnico em Assuntos Educacionais (02)
  • Técnico em Comunicação Social (05). 

Portanto, publicada em 2018, ela teve o seu prazo de validade prorrogado, por um ano, ficando válida agora até 18 de maio de 2023.

Assim, os candidatos ao cargo de Procurador passaram por provas objetiva, discursiva e oral. Portanto, foram 200 vagas, com as seguintes disciplinas:

  • Grupo I (100 questões)
    • Direito
      • Administrativo;
      • Constitucional;
      • Econômico e Financeiro;
      • Tributário;
    • Legislação sobre Ensino; e
    • Legislação sobre Seguridade Social.
  • Grupo II (100 questões)
    • Direito
      • Agrário;
      • Ambiental;
      • Civil;
      • Comercial;
      • do Trabalho e Processual do Trabalho;
      • Internacional Público;
      • Penal e Processual Penal; e
      • Processual Civil.

Enquanto isso, para os cargos de Advogado e Procurador da Fazenda Nacional, tiveram aplicadas provas objetivas, discursivas I, II e III, oral e de títulos.

Assim, na primeira etapa, a seleção para Procurador teve 100 questões sobre Direito Constitucional, Tributário, Financeiro e Econômico, Administrativo, Internacional Público, Empresarial, Civil, Processual do Trabalho e da Seguridade Social.

Por outro lado, entretanto, para o cargo de Advogado, a seleção contou com 200 questões, distribuídas pelos seguintes grupos:

  • Grupo I (90 questões)
    • Direito
      • Administrativo;
      • Constitucional;
      • Financeiro e Econômico;
      • Tributário; e
      • Ambiental.
  • Grupo II (60 questões)
    • Direito
      • Civil;
      • Processual Civil;
      • Empresarial;
      • Internacional Público; e 
      • Internacional Privado.
  • Grupo III (50 questões)
    • Direito
      • Penal e Processual Penal;
      • do Trabalho e Processual do Trabalho; e
      • da Seguridade Social.

Confira o edital completo do concurso de 2018, clicando aqui!

Saiba mais sobre o Concurso AGU: Saiu o edital. 400 vagas!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais