Pesquisar no blog

Concurso Coren SE: Edital passa por retificações, confira!

icone calendario 25 out 2021

O concurso Coren SE (Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe) oferta cinco vagas imediatas mais a formação de um cadastro de reserva. O edital, reaberto recentemente, já passou por uma retificação! Confira!

A mudança ocorrida recentemente se deu nos requisitos para o cargo de Enfermeiro Fiscal. Veja como ficam os requisitos:

“2.1 cargo 1: Enfermeiro Fiscal

[…]

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação em Enfermagem, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), carteira nacional de habilitação, no mínimo, do tipo “B”, registro definitivo de, no mínimo, 3 anos na respectiva categoria profissional e comprovada experiência profissional de, no mínimo, 3 anos.”

Os candidatos que precisarem retirar a inscrição no certame, poderão requisitar a devolução da taxa que foi paga.

Como realizar as inscrições do concurso Coren SE?

As inscrições para o certame poderão ser realizadas entre os dias 18 de outubro e 10 de novembro por meio do site da organizadora, a empresa Cebraspe .

As taxas de inscrição que devem ser pagas são de R$ 49,50, para o nível médio, e de R$ 74,50, para o nível superior.

Os candidatos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo (CadÚnico) e também os doadores de medula óssea podem solicitar a isenção desses valores.

Durante todo o período de inscrição haverá a possibilidade de solicitação da isenção de taxa.

Concurso Coren SE: carreiras

Ao todo, o Conselho Regional de Enfermagem do Estado de Sergipe oferece cinco vagas imediatas e também a formação de um cadastro de reserva.

Três vagas, da quantidade total, são para o cargo de Técnico Administrativo, cuja exigência é ter o nível médio de escolaridade completo. Os aprovados irão trabalhar em jornadas de 40 horas semanais e terão um salário inicial de R$ 1.307,42.

As outras duas vagas restantes são para o posto de Enfermeiro Fiscal. Para concorrer, é preciso ter o nível superior no curso de Enfermagem e as demais exigências citadas na retificação mais recente do edital.

A remuneração para esse cargo será de R$ 4.237,95 e o regime de contratação é o da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Atribuições das carreiras presentes no edital

Técnico Administrativo

As atividades de Técnico Administrativo do COREN SE são:

  • Executar serviços de apoio nas diversas áreas administrativas e assessorias;
  • Organizar e controlar correspondências, memorandos, ofícios, circulares, processos e demais documentos relativos a sua área, visando a otimização do atendimento das necessidades de sua chefia imediata e das demais áreas;
  • Assistir a chefia imediata em assuntos de natureza administrativa e/ou técnica, executando, controlando e acompanhando o desenvolvimento das tarefas em sua área;
  • Identificar necessidades de material, conferência no recebimento, armazenamento e conservação dos mesmos, mantendo atualizados os registros de estoque, assegurando o suprimento de materiais em sua área;
  • Otimizar o uso dos recursos disponíveis;
  • Fornecer apoio administrativo às equipes, participando, sob orientação, dos processos de execução dos serviços e atividades de sua área;
  • Organizar e zelar pelos diversos bens de sua unidade de trabalho, disponibilizados para a execução das tarefas;
  • Prestar atendimento ao público das mais variadas maneiras, tais como: atendimento telefônico, presencial, via e-mail, entre outros;
  • Redigir correspondências, memorandos, ofícios, relatórios e outros trabalhos administrativos;
  • Organizar o arquivo de documentos recebidos e emitidos da área;
  • Elaborar tabelas, gráficos e programação visual gráfica e editoração de textos e imagens, sob supervisão;
  • Pautar matérias, redigir artigos e assuntos referentes à divulgação, sob supervisão;
  • Registrar fotograficamente os eventos promovidos pelo Conselho e quando da participação de conselheiros, quando solicitado. Enviar e receber malotes;
  • Protocolar e arquivar e distribuir correspondências;
  • Verificar, montar, organizar e registrar processos, verificando os documentos necessários para sua composição, numerando-os, visando controle e coerência;
  • Requisitar serviços de manutenção de móveis, equipamentos,
  • máquinas e instalações;
  • Oferecer suporte a processos licitatórios com base nas diretrizes superiores, para aquisição de materiais, equipamentos e serviços;
  • Providenciar junto a agências de viagens a emissão e reserva de passagens, assim como reserva em hotéis;
  • Estimar preço junto a fornecedores, montando tabelas comparativas e relatórios de apoio à decisão;
  • Exercer, sob supervisão, atividades impressão, gravação de fotolitos; realizar acabamentos diversos nos impressos do COFEN.

Enfermeiro Fiscal

Já as atividades de um Enfermeiro Fiscal se resumem à:

  • Executar, nos locais de trabalho, as ações fiscalizatórias do exercício da Enfermagem;
  • Realizar visitas de fiscalização na jurisdição do COREN-SE, de acordo com o planejamento elaborado e/ou não-programado, quando necessário;
  • Elaborar relatório ao término de cada visita fiscalizatória, com descrição das atividades realizadas;
  • Prestar orientações aos profissionais de Enfermagem e aos dirigentes dos serviços de saúde a respeito do COREN-SE, suas finalidades e suas atividades, no sentido de melhorar e aprimorar o atendimento de enfermagem à comunidade, divulgando Leis, Decisões, o Código de Ética e Resoluções;
  • Orientar os profissionais de Enfermagem quanto à importância da inscrição no COREN-SE e da compulsoriedade da anuidade;
  • Participar das reuniões do COREN-SE quando convocado;
  • Realizar palestras e reuniões de esclarecimentos na área de jurisdição do COREN-SE, sempre que necessário;
  • Participar de comissões, quando solicitado;
  • Receber denúncias e colher informações necessárias no sentido de avaliar a sua procedência e encaminhá-las à Chefia da Unidade;
  • Orientar o encaminhamento de denúncias;
  • notificar e lavrar autos de infração de ilegalidades e irregularidades;
  • Orientar quanto à obrigatoriedade da Certidão de Responsabilidade Técnica, fornecendo requerimento próprio e demais documentos necessários;
  • Arquivar os documentos resultantes da fiscalização na pasta da instituição (de forma organizada);
  • Prestar orientação aos Atendentes de Enfermagem e assemelhados, informando-os quanto à obrigatoriedade da autorização de trabalho para esta categoria, fornecida pelo COREN-SE;
  • Participar de programas de divulgação do sistema COFEN/Conselhos Regionais, do COREN-SE e do sistema de fiscalização;
  • Realizar ato fiscalizatório em instituições de ensino de nível médio ou superior de Enfermagem, tendo em vista a legislação de Enfermagem e as normas pertinentes à educação, em consonância com as Secretarias de Educação, MEC ou órgão equivalente;
  • Prestar informações ao Plenário e à Diretoria do COREN-SE, sempre que solicitado;
  • Orientar os profissionais de Enfermagem e os dirigentes das instituições de saúde a corrigirem espontaneamente irregularidades, porventura constatadas e, se necessário, lavrar notificação e retornar para verificar se foram corrigidas;
  • Realizar visitas fiscalizatórias não-programadas, que lhe sejam determinadas pelo Chefe da Unidade de Fiscalização e/ou Diretoria;
  • Executar outras atividades correlatas, bem como aquelas que, por sua natureza, estejam inseridas no âmbito de suas atribuições.

Saiba mais sobre o Concurso Coren SE: Edital publicado para níveis médio e superior!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais