Ministério da Economia: ordem de provas alterado | Nova Concursos

Concurso Ministério da Economia: Ordem de provas alterado!

icone calendario 23 abr 2021

Muita atenção, concurseiros! Foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (22), uma retificação que muda os horários da aplicação das provas objetivas do concurso Ministério da Economia .

A inversão dos horários foi feita para os cargos de atividades técnicas de suporte de níveis superior I e II.

Os candidatos ao nível superior II, graduados em qualquer área e atividades técnicas em formação específica (Administração, Contabilidade ou Informática) farão provas pela manhã, a partir das 8h.

Enquanto para os inscritos em cargos de nível superior I e formados em qualquer área, e de atividades técnicas de complexidade intelectual (Administração, Economia, Contabilidade ou Direito) farão os exames a tarde, a partir das 15h.

Ainda na retificação, a Comissão de Acompanhamento do Processo Seletivo Simplificado diz que os horários e datas poderão ser alterados conforme a necessidade administrativa.

Porém, as provas continuam marcadas para a realização no dia 6 de junho.

Concurso Ministério da Economia: Provas em Junho

As provas serão realizadas em Brasília e as etapas para avaliação serão os exames de títulos e as provas objetivas. A avaliação objetiva está marcada para o dia 6 de junho, e os locais serão divulgados no dia 27 de maio.

Serão cobradas 60 questões na prova, de Conhecimentos Gerais e Específicos.

Disciplinas básicas a todos os cargos: Língua Portuguesa, Ética na Administração Pública, Legislação e Informática Básica.

Os títulos analisados serão os de candidatos aprovados nos exames objetivos, com no mínimo 50% de aproveitamento da prova.

O prova de títulos valerá 10 pontos e serão aceitos os documentos entre os dias 10 e 13 de maio, o resultado final será divulgado em 7 de junho.

Concurso oferece mais de 500 oportunidades

Serão oferecidas 100 vagas imediatas e 490 cadastros reservas para as carreiras mencionadas abaixo. Os salários variam de R$ 1.700 até R$ 6.130. O edital do concurso público foi organizado pelo IDIB.

Além disso, é importante lembrar que todos os cargos exigem nível médio e superior, e as vagas são temporárias.

  • Coordenador de Análise de Prestação de Contas: 4 vagas + 36 cadastros reservas
  • Analista de Prestação de Contas: 48 vagas imediatas + 202 cadastros reservas
  • Agente de Apoio de Prestador de Contas: 8 vagas imediatas + 52 cadastros reservas
  • Analista de Instauração de Tomada de Contas Especial: 40 vagas imediatas + 200 cadastros reservas.

Vale ressaltar, que o cargo de Coordenador de Análise, além da graduação específica em Administração, Economia, Contabilidade ou Direito, requer experiência profissional superior a três anos. Ou, título de pós-graduação lato sensu, mestrado ou doutorado.

Os contratados temporários, poderão ter seus contratos renovados ao final de um ano, chegando até 5 anos.

Saiba mais sobre o Concurso Ministério da Economia: Prazo de inscrições prorrogado!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais