Concurso Polícia Penal SP: Banca definida. 1.100 vagas para nível médio!

Iago Almeida

icone calendario 13 jun 2023

Um novo concurso Polícia Penal SP  está cada vez mais próximo de sair; a banca organizadora foi divulgada e serão ofertadas 1.100 vagas de nível médio. Veja detalhes!

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Concurso Polícia Penal SP: quando sai o edital?

Assim, a Polícia Penal de São Paulo  está planejando publicar um novo edital de concurso público muito em breve.

Agora, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) venceu o processo licitatório e está contratada como banca organizadora.

Vale destacar que essa informação foi passada pelo secretário estadual de Administração Penitenciária, Marcello Streifinger, no último dia 31 de maio.

“Nós estamos agora em fase de contratação da empresa que fará o concurso para 1.100 agentes de segurança penitenciária. Quem ganhou esse processo foi a Fundação Getulio Vargas. Então, em breve, nós teremos um edital pela FGV de concurso de 1.100 agentes de segurança”, disse o secretário. 

Durante a audiência na Assembleia Legislativa, Streifinger ainda reconheceu o déficit funcional na SAP SP, afirmando que a proposta é realizar concursos regulares.

“Estamos com uma escola de 450 agentes em formação, teremos concurso, já em vias de ser publicado o edital, para mais 1.100. E a ideia é que, nos próximos três anos, façamos concursos proporcionais à capacidade da nossa escola de Administração Penitenciária. Um concurso a cada exercício para, aos poucos, ir repondo aqueles que saem e também aumentando em relação ao volume efetivo de profissionais”, disse ele.

Concurso Polícia Penal SP terá vagas para homens e mulheres

Levando em consideração a autorização do governo estadual, o concurso da Polícia Penal de São Paulo terá a oferta de 1.100 vagas.

Assim, de acordo com a divisão, 50 vagas são para mulheres e 1.050 para homens. Entretanto, ainda haverá cotas e os aprovados poderão ter porte de arma.

“Esse concurso é importante porque hoje nós não contamos mais com candidatos remanescentes do sexo masculino. O último concurso foi em 2017”, frisou a presidente da comissão organizadora do concurso, Daniela Marinho.

Lembrando que para concorrer ao cargo de Agente de Segurança Penitenciária (Policial Penal), é preciso ensino médio como escolaridade.

Além disso, também é cobrada quitação com a justiça eleitoral, não possuir antecedentes criminais e, na data da posse, ter 18 anos completos.

Vale destacar que, como costume em outros concursos, não há limite de altura ou exigência de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ademais, o salário inicial será de R$3.515,72 e os agentes também terão um adicional de insalubridade de R$785,67, totalizando R$4.301,39. 

“O adicional não vem imediatamente, porém é retroativo. Além disso, eles têm um auxílio-transporte, cujo valor depende da região que é lotado, e o auxílio-alimentação de R$12 por dia trabalhado”, explicou a presidente da comissão.

Quatro etapas de avaliação

Também já se sabe que os concurseiros inscritos na seleção serão avaliados por meio de até quatro etapas. Portanto, veja quais:

  • prova objetiva;
  • prova de condicionamento físico;
  • prova de aptidão psicológica;
  • comprovação de idoneidade e conduta ilibada na vida pública e privada. 

Posteriormente, a prova objetiva vai contar com questões de Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Gerais. Ela terá a mesma estrutura de seleções anteriores!

“O candidato será nomeado para unidade que for conveniente no momento para a Administração. Ele pode ir para qualquer unidade do estado de São Paulo. A definição da lotação ocorre antes da nomeação”, esclareceu Daniela Marinho. 

Nomeações em 2024

Assim, a comissão organizadora do concurso trabalha para poder nomear os 1.100 aprovados no segundo semestre de 2024.

“É um concurso de quatro fases. Ele demora, em média, um ano e meio para se realizar. Então a nomeação acontece após a homologação, prevista para o segundo semestre de 2024”, revelou. 

Entretanto, Daniela Marinho confirmou que há a possibilidade de chamadas de remanescentes durante o prazo de validade da seleção. 

“O concurso válido e tendo candidatos remanescentes, há sempre a possibilidade de nomeação. Isso já aconteceu em todos os concursos para agentes realizados pela pasta”, citou.

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Penal SP: PEC que cria carreira é aprovada na Alesp!

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais