Pesquisar no blog

Concurso Unificado recebe inscrição de mais de 9 mil indígenas na Funai!

Iago Almeida

icone calendario 04 mar 2024

O Ministério da Gestão e Inovação (MGI) informou que cerca de 10 mil indígenas se inscreveram para disputa das vagas da Funai no Concurso Unificado (CNU ).

Lembrando que o edital oferta 6.640 vagas para níveis médio e superior, em diferentes órgãos federais, sendo 502 oportunidades para a Funai.

Quer saber mais detalhes das inscrições homologadas para a Funai e também quando acontecerão as provas do concurso unificado? Venha comigo nesta matéria e não perca nada!

Concurso Unificado tem quase 10 mil indígenas inscritos

Portanto, um total de 9.339 indígenas se inscreveram para disputa das vagas oferecidas pela Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai).

Assim, a informação é do Governo Federal, que citou ainda que 6.641 estão concorrendo às vagas de nível médio, enquanto 2.698 disputam os cargos de nível superior.

Lembrando que a Funai oferta 502 vagas no CNU, sendo 30% reservadas aos povos indígenas. Para o MGI, essa decisão é um marco na busca por uma política indigenista mais inclusiva e representativa.

“Esse é um movimento legal que não apenas reconhece a importância da inclusão dos povos originários, mas também reflete um compromisso real em garantir sua participação ativa na construção e implementação das políticas voltadas para suas comunidades”, destacou o secretário de Gestão de Pessoas do MGI, José Celso Cardoso.

É importante destacar que os inscritos nas vagas reservadas aos indígenas passarão por provas objetivas e discursivas, além do procedimento de verificação documental complementar.

Sendo assim, os documentos foram enviados no momento da inscrição, conforme previsto nos editais, garantindo transparência e rigor na seleção.

Além disso, os candidatos que concorrem às vagas reservadas a pessoas negras vão passar pelo procedimento de heteroidentificação, descrito no item 3.4 e subitens dos editais.

 “A reserva de vagas para indígenas no CPNU representa um passo crucial na busca por uma sociedade mais justa e inclusiva. Ao abrir espaço para que os povos originários participem ativamente na gestão e formulação de políticas que lhes dizem respeito, o país reafirma seu compromisso com a valorização da diversidade e o respeito aos direitos humanos fundamentais”, finalizou José Celso Cardoso.

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui  e saiba mais!

Distribuição das vagas da Funai no Concurso Nacional Unificado

Portanto, o edital oferta vagas para a Funai em seus oito blocos. Por isso, confira a divisão por bloco:

Bloco 1: Infraestrutura, Exatas e Engenharias
Eespecialista em indigenismo – Engenharia: 20 vagas;
Especialista em indigenismo – Arquitetura: 1 vaga.

Bloco 2: Tecnologia, Dados e Informação
Especialista em indigenismo – Estatística: 1 vaga.

Bloco 3: Ambiental, Agrário e Biológicas
Especialista em indigenismo – Engenharia Agronômica: 31 vagas;
Especialista em indigenismo – Engenharia Florestal: 2 vagas;
Especialista em indigenismo – análise pecuária: 4 vagas.

Bloco 4: Trabalho e Saúde do Servidor
Especialista em indigenismo – Psicologia: 6 vagas;

Bloco 5: Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos
Especialista em indigenismo – Indigenismo: 152 vagas;
Especialista em indigenismo – Antropologia: 19 vagas;
Especialista em indigenismo – Assistente Social: 21 vagas;
Especialista em indigenismo – Sociologia: 12 vagas;
Especialista em indigenismo – Pedagogia: 2 vagas.

Bloco 6: Setores Econômicos e Regulação
Especialista em indigenismo – Economia: 24 vagas.

Bloco 7: Gestão Governamental e Administração Pública
Especialista em indigenismo – Administração: 26 vagas;
Especialista em indigenismo – Arquivologia: 1 vaga;
Especialista em indigenismo – Biblioteconomia: 6 vagas;
Especialista em indigenismo – Comunicação Social: 10 vagas;
Especialista em indigenismo – Contabilidade: 12 vagas.

Bloco 8: Nível Intermediário (médio)
Técnico em indigenismo – Nível médio: 152 vagas.

Acesse a divisão das vagas e os cargos  de cada blocos temáticos do CNU.

Quanto ganha um contratado na FUNAI?

Posteriormente, quem for contratado na Funai, através do concurso, terá salário inicial de R$5.989,31 (Técnico em Indigenismo) ou de R$8.355,02 (cargos de nível superior). Ainda há auxílio-alimentação de R$658.

Destacamos que um banco de candidatos aprovados em cadastro de espera poderá ser usado para processos de contratação temporária.  Confira como ficará os salários de cada área:

  • Infraestrutura, Exatas e Engenharia: R$ 5.212,29 a R$ 20.924,80
  • Tecnologia, Dados e Informação: R$ 5.212,29 a R$ 20.924,80
  • Ambiental, Agrário e Biológicas: R$ 5.212,29 a R$ 20.924,80
  • Trabalho e Saúde do Servidor: R$ 4.407,90 a R$ 22.921,71
  • Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos: R$ 5.488,70 a R$ 11.186,69
  • Setores Econômicos e Regulação: R$ 7.736,77 a R$ 20.924,80
  • Gestão Governamental e Administração Pública: R$ 6.761,72 a R$ 9.252,40
  • Nível Intermediário: R$ 4.008,24 a 8.469,89

Então, confira os cargos e áreas disponíveis  no Concurso Nacional Unificado!

Cargo de técnico em indigenismo é o mais disputado do CNU

Segundo dados do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, a carreira de Técnico em Indigenismo foi a que recebeu o maior número de candidatos no CNU.

Foram um total de 323.250 inscrições homologadas. Em segundo aparece o cargo de Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas, do IBGE. Veja a distribuição:

Técnico em Indigenismo (Funai): 323.250 inscritos
Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas (região Nordeste) (IBGE): 316.543 inscritos
Auditor-Fiscal do Trabalho (MTE): 315.899 inscritos
Analista Técnico-Administrativo (AGU): 297.114 inscritos
Analista Técnico-Administrativo (MGI): 288.859 inscritos
Analista Administrativo (Incra): 286.236 inscritos
Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário (Incra): 272.201 inscritos
Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas (região Sudeste) (IBGE): 268.669 inscritos
Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (MGI): 246.241 inscritos
Analista em Ciência e Tecnologia (MCTI): 243.138 inscritos
Analista Administrativo (Previc): 230.545 inscritos
Analista Técnico-Administrativo (MJSP): 227.750 inscritos
Analista Técnico-Administrativo (MPO): 219.974 inscritos
Analista Técnico-Administrativo (MDIC): 218.879 inscritos
Analista Técnico de Politicas Sociais (MGI): 217.057 inscritos
Analista Técnico-Administrativo (MINC): 215.360 inscritos
Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas (região Norte) (IBGE): 208.287 inscritos
Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas (região Centro-Oeste) (IBGE): 202.896 inscritos
Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais (INEP): 196.006 inscritos
Analista em Ciência e Tecnologia (Mapa): 192.295 inscritos

Quando serão aplicadas as provas do Concurso Unificado?

No dia 5 de maio, os inscritos no Concurso Unificado vão passar por uma prova objetiva, que será aplicada em dois turnos e de forma simultânea em 220 cidades do país. Lembrando que a banca da seleção é a Fundação Cesgranrio .

Turno da manhã (2h30 de prova)

  • Para cargos de nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação;
  • Para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Gerais (20 questões) + prova discursiva de Conhecimento Específico do bloco.

Turno da tarde (3h30 de prova)

  • Para cargos de nível médio: provas objetivas (40 questões);
  • Para cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Específicos (50 questões).

ATENÇÃO: As matérias para estudo e divisão das questões você encontra dentro de cada um dos editais. Neles também é possível consultar requisitos e atribuições de cada carreira.

Baixe os editais

Quer estudar para o Concurso Nacional Unificado?

Se você quer ser aprovado no Concurso Unificado (CNU),  não perca tempo e comece a estudar agora mesmo e com materiais de qualidade.

Pensando em garantir a melhor preparação para você, produzimos cursos online que vão direto ao ponto, com videoaulas, plano de estudos, além de tutorias para você tirar todas as suas dúvidas.

Todos os cursos elaborados por professores especialistas que são referência no mercado e possuem ampla experiência em concursos públicos.

Além disso, contam com todas as disciplinas gerais e específicas de cada eixo temático que estarão cobrados em sua prova. Clique aqui para saber mais!

Sendo assim, confira abaixo mais materiais da NOVA para sua preparação no CNU:

Saiba mais sobre o Concurso CNU: Editais publicados. Mais de 6 mil vagas!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais