Concurso Polícia Penal MG: Saiu o projeto básico | Nova Concursos

Concurso Polícia Penal MG: Saiu o projeto básico com etapas e disciplinas!

icone calendario 07 jun 2021

Boa notícia concurseiros! Um novo concurso Polícia Penal MG está sendo preparado para a oferta de 2.420 vagas. E nesta quinta-feira (13), o projeto básico da seleção foi divulgado, trazendo informações sobre as etapas e disciplinas da seleção.

Concurso Polícia Penal MG: projeto básico apresentado

O documento apresentado nesta quinta-feira (13) traz informações sobre as etapas de seleção e as disciplinas que serão cobradas nas provas do concurso da Polícia Penal de Minas Gerais .

O projeto ainda especifica a distribuição das oportunidades, sendo que são 2.420 vagas previstas; destas, 242 são para pessoas com deficiência. Além disso, haverá ainda uma divisão entre homens e mulheres. 

As oportunidades do certame serão distribuídas exclusivamente por quadro setorial e as nomeações ocorrerão à critério da Administração Pública, fazendo com que o aprovado possa ser nomeado para qualquer uma das unidades prisionais do estado.

Segundo os organizadores, são esperadas mais de 65 mil inscrições para o concurso, que tem carreira a nível médio e com exigência de idade mínima de 18 anos para inscrição.

Além disso, os aprovados terão salários iniciais de R$ 4.631,25 para jornada trabalhista de 40 horas semanais, período este que poderá ser cumprido em escala de plantão, de acordo com a necessidade do trabalho.

“Desde que eu cheguei a gente tem uma previsão de (contratar), pelo menos, 2.400 policiais penais.(…) A gente já está agilizando ao máximo para que esse concurso aconteça o mais rápido possível. É interesse nosso, é interesse da Administração que esse concurso aconteça logo”, disse o titular da Secretaria de Segurança de Minas Gerais, Rogério Greco, em entrevista ao jornal Hoje em Dia.

Concurso Polícia Penal MG: etapas de avaliação

O documento básico do concurso PP de Minas Gerais também confirmou que os candidatos serão avaliados, primeiramente, por provas objetivas e de redação.

Serão 05 horas para aplicação das provas, compostas por 60 questões, que estão distribuídas entre as disciplinas de:

  • Língua Portuguesa – 10 questões;
  • Informática Base – 5 questões;
  • Noções de Direito – 10 questões;
  • Direitos Humanos – 10 questões;
  • Legislação Especial – 20 questões;
  • Raciocínio Lógico – 5 questões.

Para ser classificado, o candidato deverá obter, no mínimo, 60% do total de pontos atribuídos na prova objetiva e, no mínimo, 40% em cada disciplina.

Por outro lado, na redação deverá ser escrita com 20 a 30 linhas, sobre o tema que será fornecido no momento da aplicação dos exames.

Só serão corrigidas as redações dos candidatos que alcançarem a pontuação mínima e que estejam dentro do limite equivalente a 05 vezes o número de vagas do concurso. 

As primeiras provas de avaliação serão aplicados nas cidades de: Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Juiz de Fora, Uberaba, Lavras, Divinópolis, Governador Valadares, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Teófilio Otoni, Unaí, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Sete Lagos.

Assim, caberá ao candidato escolher o local de aplicação dos exames no ato da inscrição, o que não poderá depois ser alterado.

Outras etapas

Além da fase acima citada, o concurso terá ainda: prova de aptidão psicológica e psicotécnica; exames médicos; prova de condicionamento físico; comprovação de idoneidade e conduta ilibada (investigação social); curso de formação técnico-profissional.

Vale ressaltar que a prova de aptidão física exigirá os exercícios a seguir, aos candidatos:

  • Teste de flexão em barra fixa;
  • Teste de flexão abdominal;
  • Teste de impulsão horizontal;
  • Teste de flexão de braços no solo;
  • Teste de corrida de 12 minutos.

Por fim, os classificados serão convocados para o curso de formação, que deve acontecer em duas chamadas, sendo a primeira com os classificados entre a 1ª e a 1.249ª posição e a segunda composta pelos aprovados na 1.250ª a 2.497ª colocação.

Escolha da banca será realizada ainda em maio

No próximo dia 25 de maio, às 10h, será iniciada a escolha da banca organizadora que ficará a frente da seleção da Polícia Penal de Minas Gerais.

A data foi divulgada em publicação no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais desta quinta-feira (13).

A definição da banca será realizada através de pregão eletrônico. A organizadora ficará responsável pelos serviços de planejamento, formulação de questões, operacionalização, logística e execução de concurso.

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Penal MG (Agepen MG): Edital publicado com 2.420 vagas!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais