Receita Federal é autorizada a nomear 697 aprovados; entenda!

icone calendario 29 dez 2023

Atenção! Foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 28 de dezembro, a portaria que autoriza a Receita Federal a nomear 697 aprovados no último concurso, aberto em 2022.

Serão admitidos novos servidores para as carreiras de Analista Tributário e Auditor-Fiscal. O documento foi assinado pela secretária-executiva e ministra substituta, Cristina Kiomi Mori.

Vale destacar que foram autorizadas duas vagas a menos do quantitativo previsto no edital, que foi de 699 vagas, sendo:

  • Auditor Fiscal: 229 servidores; e
  • Analista Tributário: 468 servidores.

Na última quarta-feira, 27 de dezembro, a Fundação Getúlio Vargas divulgou o cronograma que prevê a posse dos classificados a partir do dia 02 de janeiro de 2024. Confira:

comunicado publicado no site da fundação getúlio vargas sobre a posse dos classificados no concurso receita federal

A homologação do resultado final e a relação dos candidatos aprovados por ordem de classificação também foi publicada no DOU. Clique aqui para acessar! 👈🏼

Estude para o concurso dos seus sonhos com o Método que já ajudou na aprovação de mais de 70 mil alunos. Clique aqui   e saiba mais!

Quanto ganha o concursado na Receita Federal?

O concurso ofertou 699 vagas imediatas, sendo 230 vagas de Auditor Fiscal e 469 vagas de Analista Tributário, com salários iniciais de:

  • Auditor Fiscal: R$ 21.029,09
  • Analista Tributário: R$ 11.684,39

Além do salário, os servidores terão direitos aos seguintes benefícios:

  • R$ 101,56 referente ao Plano de Saúde (valor para cada dependente)
  • Auxílio Alimentação no valor de R$ 458,00
  • R$ 351,00 referente ao Auxílio Pré-Escolar (valor por dependente, do nascimento até os 6 anos de idade.

Os aprovados que forem lotados em regiões de fronteiras, ainda receberão o adicional fronteira, que gira em torno de R$ 2 mil reais.

Como foi o concurso Receita Federal?

O concurso Receita Federal  foi suspenso devido uma Ação Civil Pública do Ministério Público Federal (MPF) solicitando a anulação de várias questões com erros das provas objetivas e discursivas, que foram aplicadas em março.

De acordo com o texto, a Fundação Getúlio Vargas e a União teria o prazo de 48 horas, contadas a partir da publicação da decisão judicial, para suspender o concurso. Caso contrário, teria que pagar multa diária de R$10 mil.

Em outubro desse ano, o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador José Amilcar Machado decidiu pela retomada do certame.

“O direito de candidato apurado posteriormente, no curso do processo, após regular tramitação, poderá ser integralmente assegurado pelo Judiciário, com determinação de inclusão em próximo curso de formação”, destacou na ocasião.

O concurso teve duas etapas avaliativas:

1ª Etapa

  • Prova Objetiva (eliminatória e classificatória)
  • Prova Discursiva (eliminatória e classificatória)
  • Pesquisa de Vida Pregressa (eliminatória)

2ª Etapa

  • Curso de Formação Profissional (eliminatório)

Os classificados na primeira etapa, foram convocados para o Curso de Formação, que teve duração de:

  • 240h para Auditor Fiscal;
  • 160h para Analista Tributário.

A etapa ocorreu na modalidade EAD. Já as provas, aconteceram presencialmente nos seguintes polos:

  • Brasília/DF;
  • Manaus/AM;
  • Recife/PE;
  • São Paulo/SP; e
  • Curitiba/PR.

Prova Objetiva e Discursiva

Mais de 150 mil pessoas realizaram a prova objetiva, que consistiu em 140 questões de múltipla escolha, contendo 5 alternativas cada e apenas uma resposta correta, sobre as disciplinas de:

Auditor Fiscal

  • Conhecimentos Básicos:
    • Língua Portuguesa: 10 questões
    • Língua Inglesa: 8 questões
    • Raciocínio Lógico Matemático: 8 questões
    • Estatística: 6 questões
    • Economia e Finanças Públicas: 6 questões
    • Administração Geral: 8 questões
    • Administração Pública: 8 questões
    • Auditoria: 8 questões
    • Contabilidade Geral e Pública: 8 quesões
    • Fluência em Dados: 10 questões
  • Conhecimentos Específicos:
    • Direito
      • Administrativo: 8 questões
      • Constitucional: 8 questões
      • Previdenciário: 10 questões
      • Tributário: 12 questões
    • Legislação Tributária: 10 questões
    • Legislação Aduaneira: 12 questões

Analista Tributário

  • Conhecimentos Básicos:
    • Língua Portuguesa: 15 questões
    • Língua Inglesa: 10 questões
    • Raciocínio Lógico Matemático: 10 questões
    • Estatística: 10 questões
    • Administração Geral e Pública: 10 questões
    • Fluência em Dados: 15 questões
  • Conhecimentos Específicos:
    • Direito
      • Constitucional: 14 questões
      • Administrativo: 12 questões
      • Tributário: 16 questões
    • Legislação Tributária: 14 questões
    • Legislação Aduaneira: 14 questões

Já a prova discursiva consistiu em:

  • duas questões discursivas para Auditor Fiscal;
  • uma questão discursiva para Analista Tributário.

Clique aqui e baixe o edital!  ✅

Não se classificou no concurso Receita Federal?

Não desanime! Estão abertas mais de 52 mil vagas no Brasil! ➡️ Concursos Abertos: Mais de 52 mil vagas!

Saiba mais sobre o Concurso Receita Federal: Edital publicado. 699 vagas e até R$ 21 mil!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais