Como estudar Redação para o concurso PF?

icone calendario 17 fev 2021

O edital de abertura do concurso PF foi publicado no dia 15 de janeiro e conta com 1.500 vagas para os cargos de Agente, Escrivão, Papiloscopista e Delegado. Todas as chances são para candidatos de nível superior, com regime de contratação estatutário, que garante a tão sonhada estabilidade.

As inscrições foram encerradas no dia 11 de fevereiro e a aplicação da prova está marcada para 21 de março. Os candidatos serão avaliados por diversas etapas, sendo a primeira fase uma prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório. Neste artigo veja como otimizar sua preparação para gabaritar na prova de Redação da Polícia Federal! 

Concurso PF: Como será a avaliação da prova discursiva?

Para o cargo de Delegado , a prova discursiva será composta por três questões dissertativas sobre temas de Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal. Cada questão terá o valor de 4 pontos, bem como uma peça profissional valendo 12 pontos, somando-se 24 pontos.

Já para Agente de Polícia Federal , Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista , a prova discursiva valerá 13 pontos e consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, com base em tema formulado pela banca examinadora.

Nem todos os candidatos terão suas provas discursivas corrigidas. Serão eliminados do concurso os candidatos que obtiverem nota nas provas discursivas inferior à 12 para o cargo de Delegado e inferior à 6,5 para os cargos de Agente, Escrivão e Papiloscopista.

Entenda o perfil de cobrança da banca

Nos últimos concursos organizados pelo Cebraspe para carreiras policiais, foram explorados assuntos de atualidades que versavam sobre a segurança pública, sendo essa uma tendência esperada para a prova de redação da Polícia Federal.

Contudo, a banca pode surpreender os candidatos trazendo um tema que esteja em evidência na sociedade. Portanto é importante estar bem informado. Em todos os temas, o Cebraspe costuma ter uma preocupação com reflexões sobre cidadania, direitos humanos e democracia.

Com relação à estrutura, a banca não possui um perfil rigoroso quando se trata de quantidade de parágrafos para o desenvolvimento do texto.

A dica é utilizar o primeiro parágrafo para a introdução, dois ou três parágrafos para o desenvolvimento e o último parágrafo para a conclusão das ideias desenvolvidas na redação.

Como estudar para a Redação da Polícia Federal?

A prática é essencial para estudar redação, ou seja, o ideal é escrever sobre os temas que costumam interessar à banca. Mas lembre-se que antes de começar a escrever é necessário estudar e conhecer mais sobre as disciplinas.

Desta forma você irá adquirir a bagagem sociocultural necessária para dissertar sobre qualquer assunto que surgir na hora da prova.

Dicas para treinar redação

  • Escreva muito

O ideal é manter uma frequência. Procure produzir, no mínimo, uma redação por semana. 

  • Revise sempre

É importante reler seu texto com atenção, procurando por erros de acentuação, gramática ou sintaxe.

  • Seja claro e coerente

Organize suas ideias em tópicos condizentes com o que aparecerá na introdução, no desenvolvimento e na conclusão.

  • Simule as condições da prova

Procure cronometrar o tempo que você leva para fazer tanto a prova objetiva quanto a redação, uma vez que você deve manter uma média que condiz com o tempo de realização da prova (4h30min).  

Lembre-se que o tempo de preparação não é longo: as provas acontecem no dia 21 de março. É hora de focar na preparação para garantir uma das vagas que tem os salários iniciais de R$ 23 mil!

Saiba mais sobre o Concurso Polícia Federal 2021: Publicado edital com 1.500 vagas!

BAIXE GRÁTIS: Guia Definitivo Plano de Estudos Passo a Passo

Como Organizar sua Rotina, Cronograma de Rotina, Como Controlar a Ansiedade, Como estudar e fazer revisões, Técnica SMART e muito mais!

Acompanhe nossas

redes sociais