Pesquisar no blog

Concurso Nacional Unificado: Saiu a relação final dos órgãos que aderiram!

icone calendario 30 out 2023

É oficial, concurseiros! Está confirmado a participação de 21 órgãos no Concurso Nacional Unificado (CNU), com a oferta de de 6.640 vagas de níveis médio, técnico e superior.

A relação foi divulgada após o fim do prazo de assinatura do termo de adesão, encerrado em 11 de outubro.

O “Enem dos Concursos”, será realizado pela primeira vez, com o objetivo de ampliar as oportunidades para toda a população, visto que, as provas serão aplicadas em 180 municípios e os candidatos poderão pagar apenas uma inscrição e concorrer a vaga em diversas carreiras.

Continue aqui comigo, para conhecer quais são os órgãos, cargos e entender melhor sobre essa nova modalidade de seleção.

Concurso Nacional Unificado: quem aderiu?

A adesão foi confirmada em 21 órgãos federais, sendo:

ATENÇÃO! Abaixo você irá conferir o órgão, o número total de vagas a serem ofertadas e a carreira.

📒 Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) e carreiras transversais -1.480 vagas

  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG)
  • Analista de Infraestrutura (AIE)
  • Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS)
  • Analista em Tecnologia da Informação (ATI)
  • Analista Técnico-Administrativo
  • Economista
  • Psicólogo
  • Estatístico
  • Técnico em Comunicação Social
  • Técnico em Assuntos Educacionais
  • Arquivista
  • Arquiteto
  • Engenheiro
  • Bibliotecário
  • Contador
  • Médico

📒 Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) – 110 vagas

  • Analista de Comércio Exterior (ACE)
  • Analista Técnico-Administrativo
  • Economista

📒 Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) – 30 vagas

  • Especialista em Regulação de Serviços

📒 Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) – 40 vagas

  • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia

📒 Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA e INMET) – 520 vagas

  • Auditor-fiscal federal agropecuário
  • Analista em Ciência e Tecnologia
  • Tecnologista
  • Agente de atividades agropecuárias
  • Agente de inspeção sanitária e industrial
  • Técnico de laboratório

📒 Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) – 742 vagas

  • Analista Administrativo
  • Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário
  • Engenheiro Agrônomo

📒 Ministério da Ciência, Inovação e Tecnologia (MCTI) – 296 vagas

  • Analista em Ciência e Tecnologia

📒 Ministério dos Direitos Humanos (MDH) – 40 vagas

  • Analista Técnico de Políticas Sociais

📒 Ministério da Educação (MEC) – 70 vagas

  • Analista Técnico de Políticas Sociais

📒 Fundação Nacional dos Povos Indígenas (FUNAI) – 502 vagas

  • Indigenista Especializado
  • Administrador
  • Antropólogo
  • Arquiteto
  • Arquivista
  • Assistente Social
  • Bibliotecário
  • Contador
  • Economista
  • Engenheiro
  • Engenheiro Agrônomo
  • Engenheiro Florestal
  • Estatístico
  • Geógrafo
  • Psicólogo
  • Sociólogo
  • Técnico em Assuntos Educacionais
  • Agente em Indigenismo
  • Técnico em Comunicação Social

📒 Ministério da Saúde (MS) – 220

  • Tecnologista

📒 Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) – 130

  • Analista Técnico Administrativo
  • Analista Técnico de Políticas Sociais

📒 Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) – 900

  • Auditor-Fiscal do Trabalho

📒 Superitendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC) – 40

  • Analista Administrativo
  • Especialista em Previdência Complementar

📒 Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) – 35

  • Especialista em Regulação de Saúde

📒 lnstituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – 895

  • Analista de Planejamento
  • Tecnologista em Informações
  • Pesquisador
  • Técnico em Informações Geográficas

📒 Advocacia-Geral da União (AGU) – 400

  • Administrador
  • Arquiteto
  • Arquivista
  • Analista Técnico-Administrativo
  • Contador
  • Economista
  • Engenheiro
  • Estatístico
  • Médico
  • Psicólogo
  • Técnico em Assuntos Educacionais
    • Comunicação Social

📒 Ministério dos Povos Indígenas (MPI) – 30

  • Analista Técnico-Administrativo

📒 Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO) – 60

  • Analista Técnico-Administrativo
  • Economista

📒 Ministério da Cultura (MinC) – 50

  • Analista Técnico-Administrativo

📒 Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) – 50

  • Pesquisador-Tecnologista em Informações e Avaliações Educacionais

Como vai funcionar o edital unificado?

Como forma de viabilizar o entendimento dos candidatos em torno das mais de 6 mil vagas, as oportunidades serão divididas em blocos temáticos, oito no total.

Cada bloco, será composto por um ou mais órgão/ministério, que aderiu ao CNU.

De acordo com informações preliminares, a divisão dos blocos, será feita da seguinte forma.

Atenção! A confirmação exata, será feita com a publicação dos editais, previsto para ser realizado até 20 de dezembro. Será publicado um edital para cada bloco. 👈🏼

Administração e Finanças Públicas

  • MPO
    • Analista de Planejamento e Orçamento
  • MGI
    • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG)

Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação

  • ANTAQ
    • Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários
  • ANEEL
    • Especialista em Serviços Públicos de Energia
  • MGI
    • Carreira de Analista de Infraestrutura (AIE)
  • ANS
    • Especialista de Saúde Suplementar

Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário

  • INCRA
    • Analista
    • Engenheiro
  • MAPA
    • Auditor-Fiscal Federal Agropecuário

Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação

  • INMET
    • Analista
    • Tecnonologista
  • MCTI
    • Analista
    • Pesquisador
    • Tecnologista
  • INEP
    • Pesquisador-Tecnologista

Políticas Sociais, Justiça e Saúde

  • MGI
    • Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS)
  • FUNAI
    • Indigienista e demais
  • Ministério da Saúde
    • Tecnologista
  • MJSP
    • Analista Técnico Administrativo

Trabalho e Previdência

  • MTE
    • Auditor Fiscal do Trabalho
  • Previc

Dados, Tecnologia e Informação

  • IBGE
    • Analista
    • Tecnologista
    • Pesquisador
  • MGI
    • Analista em Tecnologia da Informação (ATI)

Nível Intermerdiário (ensino médio)

  • IBGE
    • Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas
  • MAPA
    • Agente de Atividades Agropecuárias
    • Agente de Inspeção Sanitária
    • Técnico de Laboratório
  • FUNAI
    • Agente em Indigienismo

Qual os locais de prova?

Os locais de relização das provas objetivas/dissertativa, são divulgados apenas dias antes da aplicação. Entretanto, o MGI já antecipou quais serão as cidades, 180, abragendendo as cinco regiões do país, já que esse é o objetivo da seleção, democratizar o acesso.

Sendo assim:

  • Região Norte: 40 municípios
    • Nordeste: 50
    • Centro-Oeste: 18
    • Sudeste: 49
    • Sul: 23

Confira na íntegra as cidades sedes por região.

📢 Lembrete: Quando te perguntarem o que é concurso nacional unificado? Responda assim, de maneira simples e objetiva.

👉🏼 O CNU ou o “enem dos concursos”, é um novo jeito de democratizar o acesso às vagas disponíveis nos órgãos federais. A seleção será centralizada em uma única prova e os candidatos poderão se inscrever para concorrer a mais de uma vaga, pagando uma única taxa de inscrição, desde que seja na mesma área de atuação, ou seja, bloco temático.

Quais matérias estudar para o concurso nacional unificado?

De acordo com o MGI, os candidatos serão avaliados em duas etapas, sendo:

  • prova objetiva: comum a todos
  • provas específicas e dissertativas: direcionado para cada bloco temático

As provas serão aplicadas em um único turno, com duração de 4h30.

As disciplinas das provas objetivas (comun), serão ligadas a conteúdos de:

  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico-Quantitativo;
  • Conhecimentos referentes às bases constitucionais do Estado (estrutura e funcionamento da administração pública;
  • Fundamentos do Direito Administrativo;
  • Valorização do “ethos” público, da realidade brasileira e das relações entre Estado; e
  • Políticas públicas e desenvolvimento nacional

Como será feito as inscrições?

Assim que as inscrições forem abertas, os candidatos já devem saber qual é o bloco temático que deseja prestar (se você não sabe quais são ou em qual está o órgão do seu interesse, volta no início da notícia para verificar 😎).

Após escolher o bloco temático, é hora de indicar qual o cargo/carreira de preferência, dentre aqueles que estão disponíveis no bloco.

Confira aqui o cronograma já pré-estabelecido:

  • Definição da banca em outubro
  • Publicação do edital: até 20 de dezembro de 2023
  • Aplicação das etapas de seleção (prova): até março de 2024
  • Resultado final: até maio
  • Curso de formação (quando cabível): até julho
  • Posse do novos servidores: até agosto de 2024

Quero saber mais sobre o CNU!

Estamos publicando uma série de conteúdos aqui no nosso blog e também no canal do youtube, trazendo as últimas informações divulgadas e esclarecendo as dúvidas dos concurseiros.

Por ser a primeira vez de execução , é normal que gere confusão. Mas você não precisa se preocupar, pois estamos aqui para te dar a mão e te ajudar nessa caminhada, rumo a APROVAÇÃO!

Saiba mais sobre o Concurso CNU: Editais publicados. Mais de 6 mil vagas!

Materiais Relacionados

Notícias relacionadas

Acompanhe nossas

redes sociais